Mar à vista e mar além da vista

Autores

  • Regina Claudia Garcia Oliveira de Sousa Universidade de São Paulo
  • Patricia Trindade Nakagome Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i27.69521

Palavras-chave:

mar, viagem, utopia, José Saramago, Luís Cardoso

Resumo

Neste artigo discutimos como a temática do mar e da viagem é desenvolvida nas obras A jangada de Pedra de José Saramago e Réquiem para o navegador solitário de Luís Cardoso. O mar, elemento fundamental da cultura lusófona é, ao mesmo tempo, o que separa e une povos. Nesse sentido, ao analisarmos a obra de um escritor português e um timorense, mostraremos de que maneira a ficção revela a formação multifacetada da identidade dos países de expressão de língua portuguesa e também a sua proposta de desenvolvimento futuro, que por vezes ganha contornos utópicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regina Claudia Garcia Oliveira de Sousa, Universidade de São Paulo

Doutora em Letras, área Teoria Literária e Literatura Comparada. Foi professora de Língua Portuguesa, Leitura e Produção Textual e Iniciação à Pesquisa Acadêmica na Universidade Nove de Julho. Atualmente, dedica-se ao estudo da representação do negro no teatro brasileiro.

Patricia Trindade Nakagome, Universidade de São Paulo

Doutora pelo Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada (FFLCH/ USP).

Downloads

Publicado

2015-06-21

Como Citar

Sousa, R. C. G. O. de, & Nakagome, P. T. (2015). Mar à vista e mar além da vista. Via Atlântica, (27), 341-355. https://doi.org/10.11606/va.v0i27.69521

Edição

Seção

Outros Textos