[1]
F. Carelli, “Casas com rio atrás: Jorge Amado em África”, Via atl., nº 27, p. 112-145, jun. 2015.