Foco e Escopo

 Linha D' Água, publicada desde 1980, é um periódico do Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. 
A revista volta-se para a discussão de pesquisas em língua portuguesa e ensino, nas modalidades oral, escrita e digital, em literatura, nos processos discursivos e no ensino de português para nativos ou para falantes de outras línguas.

Quadrimestralmente, publica artigos, resenhas, traduções que são produzidos por pesquisadores  e/ou professores doutores vinculados a instituições de ensino superior e institutos de pesquisa nacionais ou internacionais. 

Os artigos e resenhas, inéditos, podem ser enviados em português, inglês, francês, espanhol e devem seguir as normas da revista Linha d'Água.

Please select English on the right side vertical menu in order to view the Journal’s content in English 

Antes de submeter o artigo ou a resenha, os autores deverão concordar com as seguintes exigências, sob risco de ter a submissão negada pela Comissão Editorial:

- A contribuição deve ser inédita e original.  Obs.: não serão aceitos capítulos de dissertações ou teses em que essa condição possa ser constatada no texto.

- Os originais não devem estar em avaliação por outra revista ou coletânea.

- Só será aceito para publicação, de cada autor ou conjunto de autores, um artigo publicado na revista Linha d'Água nos últimos seis números da revista. O autor ou conjunto de autores não poderá submeter à avaliação o mesmo artigo, simultaneamente, a mais de um número. Nesse caso os artigos serão rejeitados.

- O arquivo em submissão deve estar em conformidade com as especificações exigidas pela revista.

- Os autores se comprometem a informar no Metadados de submissão  todas as fontes de financiamento para pesquisa (agências públicas ou privadas).

Por exemplo, ver recomendações da FAPESP de como informar o apoio financeiro, através de bolsas e auxílios de pesquisa: 

- É obrigatório o cadastro de todos o autores no sistema da revista. Em caso de coautoria, todos os autores devem ser incluídos nos metadados da submissão pelo autor que submeter o texto.
É obrigatórioo registro, nos metadados da submissão, da instituição de ensino a que os autores estão vinculados.
É igualmente obrigatório o registro, nos metadados da submissão, da ID na base ORCID (https://orcid.org/) de todos os autores, no seguinte formato: http://orcid.org/0000-0000-0000-0000 (Obs.: deve-se remover o s de https:// da ID fornecida pela base).

- Todas as etapas solicitadas pelo sistema online devem estar preenchidas corretamente e as informações solicitadas preenchidas (inclusive ORCID, e a indicação de titulações e vínculos institucionais).

 Não são aceitos capítulos ou trechos de dissertações/teses defendidas.

 Textos em coautoria são aceitos, desde que mantido o compromisso ético, de efetiva participação autoral de todos os que assinam o artigo. Sobre o quesito de autoria em trabalhos acadêmico, há uma orientação do CNPq:

 “Somente as pessoas que emprestaram contribuição significativa ao trabalho merecem autoria em um manuscrito. Por contribuição significativa entende-se realização de experimentos, participação na elaboração do planejamento experimental, análise de resultados ou elaboração do corpo do manuscrito. Empréstimo de equipamentos, obtenção de financiamento ou supervisão geral, por si só não justificam a inclusão de novos autores, que devem ser objeto de agradecimento.” (Relatório da Comissão de Integridade de Pesquisa do CNPq, 2011.)

  Também são publicadas traduções comentadas de artigos atuais e resenhas de obras recentes e de relevância para a área de interesse do periódico.

Linha d’Água conta com um corpo de avaliadores especializados que emitem pareceres que auxiliam nas decisões editoriais.

Os trabalhos apresentados para avaliação devem ser submetidos on-line, no endereço https://www.revistas.usp.br/linhadagua/about/submissions

Ali estarão especificados os procedimentos para o cadastro do autor e remissão do respectivo artigo para avaliação. O autor deverá preencher o cadastro completo, incluindo instituição, cidade e país. Toda comunicação a respeito do processo de avaliação do artigo será feita on-line, através do mesmo sistema.

Processo de Avaliação pelos Pares

Os trabalhos enviados para publicação são avaliados anonimamente por dois pareceristas do Conselho Editorial e/ou consultores ad hoc. Apenas os trabalhos aprovados também pela Comissão Editorial da Revista são encaminhados para publicação, desde que o autor tenha efetuado as alterações recomendadas e as modificações sugeridas.

Após a revisão formal preliminar, a editoria encaminha o trabalho ao julgamento autônomo de no mínimo dois avaliadores (método de “duplo cego”), cujas áreas de competência e formação acadêmica estejam relacionadas com o tema do texto. Se ocorrer discordância entre os pareceristas, o trabalho será encaminhado a um terceiro avaliador.

Ao final do processo, os autores recebem comunicação relativa aos pareceres emitidos, garantindo-se a confidencialidade dos pareceristas.

Há três opções:

  1. Aceitação do artigo tal como enviado;
  2. Aceitação do artigo após as revisões sugeridas pelos pareceristas e;
  3. Não aceito.

Periodicidade

Quadrimestral (abril, agosto e dezembro)

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Política de ética e boas práticas

Linha d'Água segue as diretrizes do Código de Conduta e Boas Práticas do COPE (Committee on Publication Ethics) (https://publicationethics.org/) e as submissões devem atender a essas diretrizes. Para conhecimento do Código consulte o texto original em inglês https://publicationethics.org/files/Code_of_conduct_for_journal_editors_1.pdf.

A revista Linha D'Água utiliza o iThenticate na prevenção de plágio. Segue o link disponível: https://app.ithenticate.com 

Princípios éticos:

As decisões dos Editores e do Conselho Editorial não serão influenciadas por considerações de fontes de receita.

Linha d’Água tem compromisso com os princípios éticos e está disposta a publicar correções, esclarecimentos e retratações quando necessário. 
Com relação a reclamações éticas sobre um manuscrito ou artigo publicado, os editores tomarão as medidas necessárias para apuração de eventuais reclamações e eventuais correções ou retratação.

 

Responsabilidade dos Editores:

Decisão de publicação: os editores responsáveis por decidir sobre os artigos submetidos à revista e que devem ser publicados são guiados pelas políticas da revista, as quais devem obedecer às exigências legais, violação de direitos autorais e plágio.

Transparência e respeito: os editores devem avaliar os manuscritos submetidos sem levar em conta a raça, sexo, a orientação sexual, a crença religiosa, a origem étnica, a nacionalidade ou a filosofia política dos autores.

Confidencialidade: os editores não devem divulgar qualquer informação sobre um manuscrito submetido, a não ser aos pareceristas e aos conselheiros editoriais.

Divulgação e conflitos de interesse: os editores podem recusar avaliar manuscritos em que tenham conflitos de interesse, por questões colaborativas, competitivas ou outras ligações com qualquer um dos autores. Quando necessário o editor pode designar um editor especifico e isento para cuidar do processo editorial de determinado artigo.

Envolvimento e cooperação em investigações: os editores devem tomar medidas cabíveis quando forem apresentadas reclamações éticas a respeito de um manuscrito submetido ou artigo publicado.

Responsabilidade editorial: os editores devem sempre preservar a identidade dos pareceristas no anonimato e tratar os manuscritos como documentos confidenciais.

Deveres dos Revisores (Pareceristas):

Confidencialidade: os trabalhos recebidos para análise devem ser tratados como documentos confidenciais, não deve divulgar qualquer informação sobre o manuscrito com terceiros.

Divulgação e conflito de interesses: os pareceristas devem manter em sigilo e não devem se utilizar, para proveito pessoal, ideias obtidas por meio da leitura dos manuscritos.

Sobre as fontes: os pareceristas devem identificar trabalhos publicados relevantes que não foram citados pelos autores, bem como devem chamar a atenção dos editores sobre qualquer semelhança substancial ou sobreposição entre o manuscrito em questão e qualquer outro artigo publicado de que tenha conhecimento pessoal.

 

Boas práticas para editores incluem:
• encorajar avaliadores a comentarem questões éticas e possíveis más condutas em pesquisa e publicação levantadas por submissões (p. ex., planejamento de pesquisa antiética, detalhamento insuficiente sobre consentimento do paciente ou sobre proteção dos sujeitos de pesquisa (incluindo animais), manipulação e apresentação de dados inadequadas);
• encorajar avaliadores a comentarem sobre a originalidade das submissões e a estarem alertas para publicação redundante e plágio;


• considerar fornecer aos avaliadores ferramentas para detectar publicações relacionadas (p. ex., endereços eletrônicos para referências citadas e pesquisas bibliográficas);
• enviar comentários dos avaliadores aos autores na sua totalidade, a menos que eles contenham observações ofensivas ou difamatórias;


• buscar dar a conhecer a contribuição de avaliadores para o periódico;

• encorajar as instituições acadêmicas a reconhecerem o trabalho de avaliação por pares como parte do processo acadêmico;
• monitorar o desempenho dos avaliadores e tomar medidas para garantir que seja de alto padrão;

• desenvolver e manter um banco de dados de avaliadores adequados e atualizá-lo com base em desempenho do avaliador;
• deixar de requisitar avaliadores que consistentemente produzem comentários descorteses, de má qualidade ou fora do prazo;

• garantir que o banco de dados de avaliadores reflita a comunidade científica para seu periódico e adicionar novos avaliadores se necessário;
• usar uma ampla gama de fontes (e não apenas contatos pessoais) para identificar potenciais novos avaliadores (p. ex., sugestões de autor, bases de dados bibliográficos); • seguir o fluxograma do COPE em casos de suspeita de má conduta do avaliador.

Deveres dos Autores:

Originalidade e plágio: os autores devem garantir que as obras sejam inteiramente originais e se eles utilizam textos ou imagens de outros que isso seja devidamente citado. Plágio constitui um comportamento editorial antiético e é inaceitável.

Autoria: a autoria do trabalho deve ser restrita àqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, projeto, execução ou interpretação do estudo relatado. 
Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. 
O autor principal deve garantir que todos os coautores apropriados estejam incluídos no artigo. 
O autor principal deve se certificar que todos os coautores viram e aprovaram a versão final do manuscrito e que concordaram com sua submissão para publicação.

Publicação múltipla, redundante e simultânea: os autores não devem publicar manuscritos que descrevam essencialmente o mesmo conteúdo em mais de um periódico.

A revista utiliza o sistema iThenticate para verificação de similaridade dos manuscritos.

Sobre as fontes: os autores devem citar as publicações que foram importantes na determinação da natureza do manuscrito, pois o trabalho de outros autores deve ser sempre reconhecido. As informações obtidas em uma conversa, correspondência ou discussão com terceiros devem ser utilizadas apenas com a permissão explícita por escrito da fonte.

Erros em trabalhos publicados: quando os autores descobrem um erro significativo ou imprecisão em seu trabalho publicado é obrigação informar e cooperar com os editores para a correção do artigo.

Fontes de financiamento da pesquisa: é reponsabilidade dos autores informar as fontes de recursos utilizados para pesquisa.

Diretórios e fontes de Indexação

Avaliação B1 no Capes Periódico 2016

Emerging Sources Citation Index (Web of Science - ESCI) - https://apps.webofknowledge.com

Latindex - http://www.latindex.unam.mx

Portal Periódicos (Capes)  - http://www-periodicos-capes-gov-br.ez67.periodicos.capes.gov.br/

Diadorim - http://diadorim.ibict.br

Directory of Open Access Journals - https://doaj.org 

REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico - https://www.redib.org/pt-pt

Sponsors

APOIO

Esta publicação recebe apoio do "Programa de Apoio às Publicações Científica Periódicas" da Universidade de São Paulo.

Histórico do periódico

Linha D’Água é uma revista que foi criada em 1980, pela Associação de Professores de Língua e Literatura (APLL), em formato impresso. Nasceu em meio à ditadura militar e tornou-se um marco na interlocução entre universidade, sociedade e ensino.

A partir de 2010, Linha D’Água passou a ser publicação do Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo,  em formato eletrônico. A revista tem como objetivo promover e divulgar pesquisas acadêmicas relacionadas ao ensino, aos estudos de língua portuguesa, nas modalidades oral, escrita e digital, aos estudos da literatura relacionados ao ensino e aos processos discursivos.

Desde  2018 publica, quadrimestralmente,  artigos, resenhas, produzidos por pesquisadores doutores e/ou professores doutores vinculados a instituições de ensino superior e institutos de pesquisa nacionais ou internacionais.