Bexiga: cotidiano e trabalho (1906-1931)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672018v26e24

Palavras-chave:

São Paulo, Urbanização, Bexiga, Funções, Trabalho, Sociedade

Resumo

Resultado da pesquisa realizada para uma tese de doutorado, este trabalho se propõe a conhecer a configuração espacial e humana de um território que em pouco mais de um século resultou no bairro hoje conhecido como Bexiga. Para isso, o delineamento da metodologia e das linhas de trabalho utilizadas para o seu desenvolvimento foi fundamental, na medida em que possibilitou a articulação das diferentes dimensões desse espaço. Em seguida, colocam-se os objetivos propriamente ditos do trabalho. De um lado, precisar o papel desempenhado pelo bairro do Bexiga no processo de transformação urbana ocorrido em São Paulo entre o final do século XIX e início do XX. Naquele momento, ao contrário da cidade colonial, concentrada na colina histórica e aparentemente mais homogênea, a cidade da Primeira República apresentava uma tendência à especialização dos espaços: o perímetro central, com comércio e serviços especializados; e os perímetros, urbano e suburbano, com bairros residenciais destinados às camadas altas, médias e baixas. De outro lado, levando em conta o elemento humano, fundamental para a compreensão do espaço urbano, busca-se também desvendar a sociotopografia e as formas de sociabilidade, assim como de tensões existentes entre os diferentes grupos sociais que vivenciaram o bairro, através da identificação do perfil dos atores sociais predominantes. Dessa maneira, pretende-se desmistificar estereótipos relacionados ao Bexiga como um bairro homogêneo, assumindo como premissa a ideia da diversidade e elucidando as facetas várias de uma área nem exclusivamente italiana, tampouco “encortiçada” e “operária”.

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Sheila Schneck, Universidade de São Paulo / São Paulo, SP, Brasil

    Doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), entre junho de 2012 e abril de 2016.

     

Downloads

Publicado

2018-11-29

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Como Citar

SCHNECK, Sheila. Bexiga: cotidiano e trabalho (1906-1931). Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 26, p. e24, 2018. DOI: 10.1590/1982-02672018v26e24. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/140247.. Acesso em: 14 abr. 2024.