A poeira do progresso pede passagem

imagens de natureza e desenvolvimento na floresta amazônica

Autores

  • Rômulo de Paula Andrade Fundação Oswaldo Cruz

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672018v26e14

Palavras-chave:

Desenvolvimento, História da imprensa, Amazônia

Resumo

Entre 1958 e 1960 foi construído o principal projeto do governo de Juscelino Kubitschek para a região amazônica – a Transbrasiliana, ou rodovia Belém-Brasília. Contando com a abertura de mais de 2 mil quilômetros de estrada em meio à floresta, a estrada foi alvo de diversas críticas por parte de parlamentares e da imprensa de oposição. Diante dessa questão, os meios de comunicação favoráveis ao governo Kubitschek foram acionados para a produção de matérias favoráveis ao empreendimento. Este artigo tem como principal objetivo analisar as imagens produzidas por essas reportagens. Por meio delas é possível trazer à luz as relações entre os projetos de desenvolvimento daquele período e a natureza, a maior impactada por eles. Além disso, o artigo tem objetivo de analisar qual era o lugar da região amazônica nas prioridades do governo Kubitschek.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Rômulo de Paula Andrade, Fundação Oswaldo Cruz

    Pesquisador e docente do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz (FioCruz). Mestre e Doutor em História das Ciências e da Saúde pela mesma instituição.

Downloads

Publicado

2018-10-11

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Como Citar

ANDRADE, Rômulo de Paula. A poeira do progresso pede passagem: imagens de natureza e desenvolvimento na floresta amazônica. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 26, p. e14, 2018. DOI: 10.1590/1982-02672018v26e14. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/151039.. Acesso em: 17 abr. 2024.