Gilberto Freyre e Amaury de Medeiros: tensões entre culto à tradição e messianismo sanitário (Recife, 1923-1926)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672020v28e13

Palavras-chave:

Regionalismo, Higiene, Arquitetura, Cidade, Tradição

Resumo

O artigo aborda afinidades e antagonismos entre o jornalista e sociólogo Gilberto Freyre (1900-1987) e o médico e sanitarista Amaury de Medeiros (1893-1928). Trata do protagonismo de ambos na criação do Centro Regionalista do Nordeste (abril de 1924), na Semana das Árvores (novembro de 1924) e no Primeiro Congresso Regionalista do Nordeste (fevereiro de 1926). O artigo aborda as convergências entre estes dois homens na defesa da identidade regional e do estilo neocolonial de arquitetura e suas divergências de avaliação dos mocambos e dos valores da cidade e da arquitetura residencial herdadas do passado. Discute o embate travado entre Freyre e Amaury, este no comando de uma ampla intervenção sanitária em Pernambuco e aquele empenhado em combater a ênfase conferida à higiene naquele momento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Telma de Barros Correia, Universidade de São Paulo

Arquiteta e urbanista, doutora em História e Fundamentos Sociais da Arquitetura e do Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), docente aposentada do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (IAU-USP) e bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

Fontes manuscritas

GRUPO Escolar Amaury de Medeiros. Projecto. Elevação Frente. DAEIOP – Secção de Obras. Escala: 1/50. APEJE, Setor de Iconografia.

HOSPITAL Oswaldo Cruz. Pavilhão da Administração. Projecto. DGVOP – Secção de Obras. Escalas: planta, 1/100; fachadas e cortes, 1/50. APEJE, Setor de Iconografia.

PAVILHÃO de Observações. Hospital de Doenças Nervosas e Mentaes. DGVOP – Secção de Obras. Projecto Elevação. Escala: 1/50. APEJE, Setor de Iconografia.

FONTES IMPRESSAS

º CONGRESSO Regionalista do Nordeste. A Provincia, a. LV, n. 33. Recife, 9 fev. 1926a. p. 1.

º CONGRESSO Regionalista do Nordeste. A Provincia. a. LV, n. 34. Recife, 10 de fev. de 1926b, p. 3.

º CONGRESSO Regionalista do Nordeste. A Provincia. a. LV, n. 35. Recife, 11 fev. 1926c, p. 5.

A EXPOSIÇÃO. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 265. Recife, 13 nov. 1924. p. 3.

A SEMANA das Árvores. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 264. Recife, 12 nov. 1924. p. 1.

BELLO, Julio. Recife Velho. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 242. Recife, 18 out.1925. p. 2.

CENTRO Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 53. Recife, 5 mar. 1925a. p. 1.

CENTRO Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 71. Recife, 26 mar. 1925b. p. 3.

CENTRO Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 202. Recife, 2 set. 1924a. p. 3.

CENTRO Regionalista. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 105. Recife, 7 mai. 1924b. p. 1.

CONGRESSO Regionalista. Rua Nova, Recife, a. II, n. 49, abril 1926, p. 26.

CONGRESSO Regionalista do Nordeste. Revista de Pernambuco, Recife, a. II, n. 21, abril de 1926, p. 63.

DR. AMAURY de Medeiros. Jornal do Recife, a. LXVI, n. 238. Recife, 12 out. 1923. p. 1.

DR. SERGIO Loreto. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 244. Recife, 19 out. 1924a. p. 3.

DR. SERGIO Loreto. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 245. Recife, 21 out. 1924b. p. 3.

ECHOS da “Semana das Arvores”. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 267. Recife, 15 nov. 1924. p. 4.

EXCURSÃO do Governador do Estado a Nazareth e Timbaúba. Revista de Pernambuco, Recife, a. 3, n. 27, setembro 1926.

FERNANDES, Annibal. Arte Civica e Religiosa em Pernambuco. O Jornal, a. X, Edição Especial Pernambuco. Rio de Janeiro, 17 set. 1928. p. 3.

FERNANDES, Annibal. Cousas da Cidade. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 65. Recife, 19 mar. 1926. p. 3.

FERNANDES, Annibal. Gilberto Freyre. Diario de Pernambuco, a. 98, n. 55. Recife, 8 mar. 1923. p. 3.

FREITAS, Octavio de. A importancia do registro sanitario das habitações como instrumento de defesa hygienica das collectividades. In: Annaes do Primeiro Congresso Medico de Pernambuco. Recife: Typographia do Diario de Pernambuco, 1910.

FREITAS, Octavio de. Os Trabalhos de Hygiene em Pernambuco. Relatorio Apresentado ao Secretario Geral do Estado. Recife: Officinas Graphicas da Imprensa Official, 1919.

FREYRE, Gilberto. 14. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 169. Recife, 23 jul. 1923a. p. 3.

FREYRE, Gilberto. 19. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 198. Recife, 26 ago. 1923b. p. 1.

FREYRE, Gilberto. 3. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 103. Recife, 6 mai. 1923c. p. 1.

FREYRE, Gilberto. 55. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 103. Recife, 4 mai. 1924a. p. 3.

FREYRE, Gilberto. 68. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 178. Recife, 13 nov. 1924b. p. 1.

FREYRE, Gilberto. 75. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 220. Recife, 21 set. 1924c. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 51. Recife, 3 mar. 1926a. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 35. Recife, 10 fev. 1924d. p. 2.

FREYRE, Gilberto. Espirito e não estylo. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 43. Recife, 21 fev. 1926b. p. 1.

FREYRE, Gilberto. Nordeste Separatista? Diario de Pernambuco, a. 101, n. 71. Recife, 29 mar. 1926c. p. 3.

FREYRE, Gilberto. O Livro do sr. Amaury de Medeiros. Diario de Pernambuco , a. 101, n. 253. Recife, 7 nov. 1926d. p. 3.

FREYRE, Gilberto. O mez da cidade. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 252. Recife, 31 out. 1926e. p. 1.

FREYRE, Gilberto. O Recife e as Arvores. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 265. Recife, 13 nov. 1924d. p. 4-5.

FREYRE, Gilberto. Os Discursos do sr. Amaury de Medeiros. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 203. Recife, 2 set. 1924e. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Pernambuco de Longe. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 96. Recife, 27 abr. 1926f. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Physionomia das Novas Cidades. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 65. Recife, 19 mar. 1925a. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Reacção do Bom Gosto. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 271. Recife, 24 nov. 1925b. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Regionalismo Creador. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 71. Recife, 26 mar. 1925c. p. 3.

FREYRE, Gilberto. Restauração Opportuna. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 242. Recife, 18 out. 1924f. p. 2.

FREYRE, Gilberto. Um Consolo. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 229. Recife, 2 out. 1924g. p. 3.

GILBERTO Freyre. Diario de Pernambuco, a. 98, n. 72. Recife, 28 mar. 1923d. p. 1.

GOVERNO que educa. Jornal do Recife, a. LXVI, n. 146. Recife, 26 jun. 1923. p. 1.

ILLUSTRAÇÃO Brasileira, Rio de Janeiro, a. V, n. 46, junho 1924.

INAUGURAÇÃO da “Casa Operaria”. Revista de Pernambuco, Recife, a. II, n. 11, maio 1925.

MARIANNO FILHO, José. Os dez mandamentos do estylo neo-colonial. Diario de Pernambuco, a. 99, n. 52. Recife, 6 abr. 1924. p. 2.

MEDEIROS, Amaury de. Novos Bandeirantes, Velhos Rumos... O Jornal, a. X, Edição Especial Pernambuco, 3ª Secção. Rio de Janeiro, 17 set. 1928. p. 20.

MEDEIROS, Amaury de. Pernambuco e o problema sanitario do nordeste. Illustração Brasileira. Rio de Janeiro, a. V, n. 46, junho 1924.

MEDEIROS, Amaury. Primeiro Congresso Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 33. Recife, 9 fev. 1926b. p. 3.

MEDEIROS, Amaury. Primeiro Congresso Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 36. Recife, 12 fev. 1926c. p. 3.

MELLO Mario. A Propósito de Artes Retrospectivas. Diario de Pernambuco, a. 100, n. 109. Recife, 13 mai. 1925. p. 3.

O REGIONALISMO Como Expressão de Nacionalismo. O Jornal, a. VIII, n. 2239. Rio de Janeiro, 2 abr. 1926. p. 2.

PINTO, Estevão. A Casa Brasileira. Revista de Pernambuco, Recife, a. 3, n. 21, março 1926.

PRIMEIRO Congresso Region alista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 33. Recife, 9 fev. 1926a. p. 3.

PRIMEIRO Congresso Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 34. Recife, 10 fev. 1926b. p. 3.

PRIMEIRO Congresso Regionalista do Nordeste. Diario de Pernambuco, a. 101, n. 224. Recife, 27 set. 1926c. p. 4.

QUARTO Congresso Brasileiro de Hygiene. O Jornal, a. X, n. 2807. Rio de Janeiro, 26 jan. 1928. p. 7.

REVISTA de Pernambuco, Recife, a. III, n. 23, maio 1926.

RIALTO, Jorge. O anno de 1928. A Provincia, a. LVII, n. 289. Recife, 13 dez. 1928a. p. 3.

RIALTO, Jorge. Uma recordação. A Provincia, a. LVII, n. 283. Recife, 6 dez. 1928b. p. 3.

LIVROS, ARTIGOS E TESES

CORREIA, Telma de Barros. A construção do habitat moderno no Brasil, 1870-1950. São Carlos: Rima, 2004.

CORREIA, Telma de Barros. Ornato e Despojamento no Mundo Fabril. Anais do Museu Paulista, v. 19, n. 1, p. 11-80, 2011.

CORREIA, Telma de Barros. Patrimônio Industrial e Agroindustrial no Brasil: a forma e a arquitetura dos conjuntos industriais. In: Espaços de Produção: arquitetura, paisagens e patrimônio. Org. CORREIA, Telma de Barros; BORTOLUCCI Maria Ângela. São Paulo: Annablume, 2013. p. 183-206.

CORREIA, Telma de Barros; GUNN, Philip. Saúde Pública e as Reformas de Paula Souza. in: PHILIPPI JR, Arlindo; ROMERO, Marcelo de Andrade; BRUNA, Gilda Collet (orgs.). Curso de Gestão Ambiental. Barueri: Manole, 2014a. p. 451-468.

CORREIA, Telma de Barros. Arquitetura e Paisagem Industrial: as vilas operárias no Recife. Estudos Universitários, v. 32. Recife, p. 149-173, 2014b.

COUTINHO, Aluízio Bezerra. O problema da habitação higiênica nos paises quentes em face da Arquitetura Viva. Rio de Janeiro: Officinas Alba Graphicas, 1930.

FONSECA, Edson N. O Recife de Manuel Bandeira. Recife: Pool, 1986.

FREITAS, Octavio de. Os Nossos Medicos e a Nossa Medicina. Recife: Typ. D’A Provincia, 1904.

FREYRE, Gilberto. Estácio Coimbra: aspectos de uma figura já histórica e ainda contemporânea. In: FREYRE, Gilberto. Estácio Coimbra, homem representativo do seu meio e do seu tempo. Recife: IJNPS-MEC, 1973. p. 29-44.

FREYRE, Gilberto. Guia Prático, Histórico e Sentimental da Cidade do Recife. 4ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio Ed., 1968.

FREYRE, Gilberto. Livro do Nordeste. Ed. Fac-similada. Recife: Secretaria da Justiça; Arquivo Público Estadual, 1979a.

FREYRE, Gilberto. Manifesto Regionalista. 7ª ed. Recife: FUNDAJ, Ed. Massangana, 1996.

FREYRE, Gilberto. Mucambos do Nordeste. Algumas Notas Sobre o Typo de Casa Popular mais Primitivo do Nordeste do Brasil. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1937.

FREYRE, Gilberto. Oh de casa! Em torno da casa brasileira e de sua projeção sobre o tipo nacional de homem. Recife: IJNPS, 1979b.

FREYRE, Gilberto. Tempo de Aprendiz. v. II. São Paulo: IBRASA; Brasília: INL, 1979c.

MEDEIROS, Amaury de. Saude e Assistencia. Doutrinas, experiencias e realizações 1923-1926. Recife: Graphica Pimenta de Mello & Cia. (Rio de Janeiro), 1926a.

REVISTA do APEJE. Recife, a. 1, n. 1, abr./mai./jul. 2016.

SOUZA BARROS, Manuel de. A Década de 20 em Pernambuco: uma interpretação. Recife: Prefeitura da Cidade do Recife/Fundação de Cultura Cidade do Recife, 1985.

Downloads

Publicado

2020-08-31

Como Citar

Correia, T. de B. (2020). Gilberto Freyre e Amaury de Medeiros: tensões entre culto à tradição e messianismo sanitário (Recife, 1923-1926). Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 28, 1-60. https://doi.org/10.1590/1982-02672020v28e13

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material