The production of protective earth-based mortars for earth constructions in southeastern Brazil during the 19th century coffee economy

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672022v30e12

Palavras-chave:

Argamassa, Terra crua, Arquitetura com terra, Vale do Paraíba, Brasil, Patrimônio construído

Resumo

O estudo dos materiais utilizados nos edifícios antigos fornece um meio de lançar luz sobre as práticas tradicionais de construção das sociedades do passado, mas pode servir também de inspiração para responder aos desafios enfrentados pela atual geração. Caracterizar estruturas e elementos de acabamento das edificações construídas com terra crua faz parte dessa missão, especialmente numa altura em que a arquitetura com terra é objeto de interesse renovado devido às muitas vantagens, particularmente em termos de sustentabilidade. Este artigo considera um conjunto de construções históricas edificadas em terra crua durante a primeira fase da economia do café (1820-1880) no trecho paulista do vale do rio Paraíba
do Sul. Análises físicas (cor e textura) e químicas (FTIR, TGA, XRF e XRD) realizadas sobre um grande conjunto de amostras de argamassas e de solos locais recolhidas na região formaram
a base para discutir possíveis critérios de seleção de solo como matéria-prima, soluções de textura e a estratégia de estabilização do produto final. Esse último aspecto implicava a adição de pequenas quantidades de cal, no caso de rebocos externos e, mais esporadicamente, nos revestimentos internos, sem a utilização de fibras ou aditivos orgânicos. Dados químicos e fontes
históricas sugerem que a matéria-prima utilizada para esse fim foi provavelmente trazida para a região a partir de zonas costeiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Cavicchioli, Universidade de São Paulo

Doutor em química (química analítica) pela Universidade de São Paulo (USP). É professor associado da
USP, atuando no curso de Gestão Ambiental, no mestrado e no doutorado do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Sustentabilidade da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH-USP). E-mail: andrecav@usp.br.

Lucy Gomes Sant'Anna, Universidade de São Paulo

Doutora em mineralogia pelo Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP). É professora doutora da USP, atuando no curso de Gestão Ambiental da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH-USP) e no mestrado e no doutorado do Programa de Pós-Graduação em Energia do Instituto de Energia e Ambiente (IEE-USP). E-mail: lsantann@usp.br.

Referências

AVRAMI, Erica. Sustainability and the Built Environment: Forging a Role for Heritage Conservation. The Getty Conservation Institute Newsletter, [S. l.], v. 26, n. 1, p. 4-10, 2011.

BEAS, Maria Isabel G. Traditional Architectural Renders on Earthen Surfaces. 1991. Thesis (Master) – University of Pennsylvania, Philadelphia, 1991.

BENINCASA, Vladimir. Fazendas paulistas: arquitetura rural no ciclo cafeeiro. 2007. Thesis (PhD) – Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007.

CALLEBAUT, Kristof et al. Nineteenth Century Hydraulic Restoration Mortars in the Saint Michael’s Church (Leuven, Belgium): Natural Hydraulic Lime or Cement? Cement and Concrete Research, [S. l.], v. 31, n. 3, p. 397-403, 2001.

CARDIANO, Paola et al. Investigations on Ancient Mortars from the Basilian Monastery of Fragalà. Journal of Thermal Analysis Calorimetry, [S. l.], v. 91, p. 477-485, 2008.

CARRILHO, Marcos José. Fazendas de café oitocentistas no Vale do Paraíba. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 59-80, 2006.

CAVALCANTI, Lauro Maia; CAVICCHIOLI, Andrea; ROLÓN, Guillermo. O restauro da fazenda Catadupa e o resgate e a valorização da construção com terra. In: NEVES, Célia; CARDOSO, Fernando; MAIA, Rafael (org.). Território e trabalho: a produção da arquitetura com terra no Brasil. Rio de Janeiro: TerraBrasil, 2018. p. 217-224.

CAVICCHIOLI, Andrea; SANT’ANNA, Lucy Gomes; PERRONI, Maria Salete. Enlightening the Use of Materials and Techniques in Earthen Architecture in Southeast Brazil During the First Coffee Cycle (19th Century). Journal of Cultural Heritage, [S. l.], v. 31, p. 208-214, 2018.

CAVICCHIOLI, Andrea et al. Rescuing the Manufacturing Process of Traditional Mortars Present on XIX-Century Earthen Buildings in Brazil. In: HISTORIC MORTARS CONFERENCE, 5., 2019, Pamplona. Proceedings […]. Paris: Rilem Publications, 2019. p. 36-50.

ELSEN, Jan. Microscopy of Historic Mortars: A Review. Cement and Concrete Research, [S. l.], v. 26, n. 8, p. 1416-1424, 2006.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solo. Reunião técnica de levantamento de solos: 10: Súmula. Rio de Janeiro: SNLCS, 1979.

FAZIO, Alejandra Teresa et al. Towards a Better Comprehension of Biodeterioration in Earthen Architecture: Study of Fungi Colonisation on Historic Wall Surfaces in Brazil. Journal of Cultural Heritage, [S. l.], v. 16, p. 934-938, 2015.

GLEIZE, Philippe Jean Paul et al. Characterization of Historical Mortars from Santa Catarina (Brazil). Cement and Concrete Composites, [S. l.], v. 31, n. 5, p. 342-346, 2009.

GOMES, Maria Idália; FARIA, Paulina; GONÇALVES, Teresa Diaz. Earth-based Mortars for Repair and Protection of Rammed Earth Walls: Stabilization with Mineral Binders and Fibers. Journal of Cleaner Production, [S. l.], v. 172, p. 2401-2414, 2018.

GUIMARÃES, Jose Epitácio Passos. Calcário no estado de São Paulo. São Paulo: Instituto Geográfico e Geológico, 1952. (Boletim, 32).

HAMARD, Erwan et al. A Procedure to Assess the Suitability of Plaster to Protect Vernacular Earthen Architecture. Journal of Cultural Heritage, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 109-115, 2013.

HEILBRON, Mônica et al. Barra do Piraí – SF.23-Z-A-III, escala 1:100.000: nota explicativa integrada com Santa Rita do Jacutinga, Volta Redonda, Angra dos Reis. Rio de Janeiro: UERJ; Minas Gerais: CPRM, 2007.

HOLLANDA, Sergio Buarque de. Vale do Paraíba: velhas fazendas. Rio de Janeiro: José Olympio, 2010.

MARQUESE, Rafael de Bivar. African Diaspora, Slavery, and the Paraiba Valley Coffee Plantation Landscape: Nineteenth-Century Brazil. Review (Fernand Braudel Center), [S. l.], v. 31, n. 2, p. 195-216, 2008.

MEDINA, Gabriel Sapata Soares. Geologia das fontes de rochas para a produção de cal. 2017. Trabalho de conclusão de curso – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

MOROPOULOU, Antonia; BAKOLAS, Asterios; BISBIKOU, Katerina. Characterization of Ancient, Byzantine and Later Historic Mortars by Thermal and X-ray Diffraction Techniques. Thermochim. Acta, [S. l.], v. 269/270, p. 779-795, 1995.

MOROPOULOU, Antonia; BAKOLAS, Asterios; ANAGNOSTOPOULOU Sophia. Composite Materials in Ancient Structures. Cement and Concrete Composites, [S. l.], v. 27, p. 295-300, 2005.

MUNSELL Soil Colour Charts. [S. l.]: Grand Rapids, 2000.

NOCE, Carlos Mauricio. Evolução Estrutural da Faixa Setentrional do Grupo São João Del Rei, Minas Gerais. Revista Brasileira de Geociências, v.18, p. 398-405, 1988.

PERROTTA, Mônica Mazzini et al. Mapa geológico do Estado de São Paulo: escala 1.750.000. São Paulo: Programa Geologia do Brasil: PGB: CPRM, 2005.

RIBEIRO, Andre et al. U-Pb LA-ICP-MS Detrital Zircon Ages of the São João del Rei and Carandaí Basins: New evidence of Intermitente Proterozoic Rifting in the São Francisco Paleocontinent. Gondwana Research, [S. l.], v. 24, p. 713-726, 2013.

RODRIGUES, Maria Paulina Santos Forte de Faria. Argamassas de revestimento para alvenarias antigas: contribuição para o estudo da influência dos ligantes. 2004. Thesis (PhD) – Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2004.

SÁ, Júlia do Nascimento de; SANTOS, Jucyara de Souza Gama; CAVICCHIOLI, Andrea. Dinâmicas de desaparecimento de construções históricas com terra no Vale do Paraíba, São Paulo. In: NEVES, Célia; CARDOSO, Fernando; MAIA, Rafael (org.). Território e trabalho: a produção da arquitetura com terra no Brasil. Rio de Janeiro: TerraBrasil, 2018. p. 206-216.

SABBIONI, Cristina; BONAZZA, Alessandra; ZAPPIA, Giuseppe. Damage on Hydraulic Mortars: the Venice Arsenal. Journal of Cultural Heritage, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 83-88, 2002.

SANTIAGO, Cibele Celestino. Argamassas tradicionais de cal. Salvador: Edufba, 2007.

SAUMAN, Zdenek. Carbonization of Porous Concrete and Its Main Binding Components. Cement and Concrete Research, [S. l.], v. 1, p. 645-662, 1971.

SHOVAL, S.; Gaft, M.; Beck, P.; Kirsh, Y. Thermal Behaviour of Limestone and Monocrystalline Calcite Tempers During Firing and Their Use in Ancient Vessels. Journal of Thermal Analysis, [S. l.], v. 40, p. 263-273, 1993.

SOUTO, Judite Paiva. “Uma vasta caiera”: um estudo sobre os fabricantes de cal da Freguesia da Ilha do Governador (1861-1900). Rio de Janeiro: Prefeitura do Rio, 2016.

TUCKER, Maurice E.; WRIGHT, V. Paul. Carbonate Sedimentology. Oxford: Blackwell Science, 1990.

UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE. Soil Science Division Staff. Soil Survey Manual. Washington, DC, 2017. (Handbook, 18).

VITA, Soraya; LUNA, Fernando J.; TEIXEIRA, Simonne. Descrições de técnicas da química na produção de bens de acordo com os relatos dos naturalistas viajantes no Brasil colonial e imperial. Química Nova, São Paulo, v. 30, p. 1381-1386, 2007.

VASCONCELOS, Rafael A. et al. Earth Mortars: A Vernacular Technology and a Modern Ecoefficient Solution. International Journal of Development Research, [S. l.] v. 10, p. 40329- 40335, 2020.

Downloads

Publicado

2022-05-16

Como Citar

Cavicchioli, A., & Sant’Anna, L. G. (2022). The production of protective earth-based mortars for earth constructions in southeastern Brazil during the 19th century coffee economy. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 30, 1-29. https://doi.org/10.1590/1982-02672022v30e12

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Dados de financiamento