Revista do Museu Paulista e(m) capas: identidade e representação institucional em texto e imagem

Autores

  • Vera Lúcia Nagib Bittencourt USP

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142012000200006

Palavras-chave:

Revista do Museu Paulista, Escrita da História, Estudo de fontes, Estudo de museus, Hermann von Ihering, Affonso Taunay

Resumo

Este artigo propõe reflexão sobre a escrita da história, a partir de estudo das capas da Revista do Museu Paulista, especialmente durante as gestões dos dois primeiros diretores da instituição, quando certa continuidade editorial foi preservada. Tomadas como "fontes", ou seja, objeto de trabalho do historiador, as capas revelam vestígios de processos que permitem reconstruir, em suas dimensões históricas, as complexas imbricações entre a produção da Revista, sua materialidade, e os atos de leitura e interpretação que condicionam e refletem relações entre produtores de textos e seus leitores nas primeiras décadas do século XX, a partir de São Paulo, onde era editada.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2012-12-01

Edição

Seção

Museus

Como Citar

BITTENCOURT, Vera Lúcia Nagib. Revista do Museu Paulista e(m) capas: identidade e representação institucional em texto e imagem . Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 20, n. 2, p. 149–154, 2012. DOI: 10.1590/S0101-47142012000200006. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/53560.. Acesso em: 13 abr. 2024.