Iniciação científica para alunos da educação básica: uma pesquisa-ação em Escolas Públicas Paulistas

Autores

  • Roger Marchesini de Quadros Souza Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia
  • José Cláudio Diniz Couto Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia
  • Luzia Serapicos Martins Diniz Couto Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v32i1p253-263

Palavras-chave:

Iniciação Científica, Educação Básica, Pesquisa - Ação, Pandemia, Pesquisa em educação

Resumo

Este artigo apresenta a trajetória e a pesquisa realizada em duas escolas públicas de Educação Básica, com base em um Projeto de Iniciação Científica (PIC) desenvolvido com alunos dos anos finais do Ensino Fundamental e do Médio, antes e durante a pandemia de COVID-19. A metodologia utilizada foi a da pesquisa-ação, o processo iniciou-se com alunos dos anos finais da educação básica no ano de 2019 e se ampliou, em 2020, para alunos do Ensino Médio. O processo de orientação da Iniciação Científica iniciou-se em 2019, de forma exclusivamente presencial e, ao longo do ano de 2020, com a chegada da pandemia e decretação da quarentena no Estado de São Paulo, passou a se realizar de forma remota. Neste trabalho, apresentamos aspectos da realização da pesquisa e a trajetória dos Projetos de Iniciação Científica desenvolvidos com os alunos da Educação Básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roger Marchesini de Quadros Souza, Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia

Pesquisador Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas Sociais e Políticas em Fracasso Escolar – GEPESP

José Cláudio Diniz Couto, Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia

Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas Sociais e Políticas em Fracasso Escolar – GEPESP.

Luzia Serapicos Martins Diniz Couto, Grupo de Estudos e Pesquisas em Psicopedagogia

Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Sociais e Políticas em Fracasso Escolar – GEPESP.

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. - LEI Nº 9394/96, de 20-12-1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Mapa do analfabetismo no Brasil. Imprensa Oficial. Brasília, s/d.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Lei 4.024 de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Distrito Federal. 1961. Disponível em: https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/108164/lei-de-diretrizes-e-base-de-1961-lei-4024-61. Acesso em: 26 out.2020.

DIAS, Ana Maria Lorio;PASSOS, Carmensita Matos Braga. Passado e presente na formação de professores: por entre perspectivas históricas, legais e políticas. Revista Internacional de Formação de Professores(RIFP), Itapetininga, v. 1, n.2, p.85-108, 2016.

SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Material de apoio ao Programa Ensino Integral do Estado de São Paulo. Diretrizes do Programa Ensino Integral. Caderno do Gestor. 1ª edição. São Paulo: SE, 2014.

SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Documento Formação Básica – Modelo Pedagógico. Disponível em: https://midiasstoragesec.blob.core.windows.net/001/2019/08/deitr-ensino-integral_modelo pedaggico.pdf. Acesso em: 25/10/2020.

SOUZA, Roger M. Q.; COUTO, José C. D.;BROVINI, Cristiane N. Iniciação científica no Ensino Fundamental na prática – aproximações iniciais. International Studies Coepta 3-4 (International Studies on Law & Education 34-45) jan-ago 2020 Cemoroc-Feusp / IJI -Univ. do Porto / Colégio Luterano São Paulo. Disponível em: http://www.hottopos.com/isle34_35/65-72RogerZkCrs.pdf> Acesso em: 2 out. 2020.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica.5ª. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Autores Associados, 1986 (Coleção Temas Básicos de Pesquisa-Ação).

TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educ. Pesquisa. São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, dezembro de 2005. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022005000300009. Acesso em: 20 ago. 2019.

VALENTINI, Camila Altmayer;ZUCCHETTI, Dinora Tereza. Educação Integral no Brasil: das experiências históricas ao Programa Mais Educação. Revista Comunicações. PPGE-UNIMEP. Piracicaba, v. 24 n. 2 p. 199-214, maio/ago. 2017.

Downloads

Publicado

2021-08-07

Como Citar

Souza, R. M. de Q. ., Couto, J. C. D. ., & Couto, L. S. M. D. . (2021). Iniciação científica para alunos da educação básica: uma pesquisa-ação em Escolas Públicas Paulistas. Cadernos CERU, 32(1), 253-263. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v32i1p253-263