A RELAÇÃO EDUCAÇÃO/CULTURA SEGUNDO A MEMÓRIA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: A HISTÓRIA ORAL COMO UMA NOVA ABORDAGEM DE PESQUISA

Autores

  • Sônia Aparecida Ignácio Silva Universidade Estadual Paulista - Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v7i1p149-160

Palavras-chave:

História Oral, Pesquisa em Educação, Memória, Cultura, São Paulo, Silva.

Resumo

Este artigo consiste numa reflexão sobre o uso da História Oral na Pesquisa em educação. A autora parte de um questionamento sobre a atual situação da escola pública de 1º e 2º graus em São Paulo, para justificar o recurso da "volta ao passado" pela coleta de depoimentos orais, como possibilidade de se conhecer aspectos relevantes à compreensão e superação dos problemas educativo-culturais presentes. Visando explicitar sua abordagem da História Oral, relata o processo de investigação que redundou em sua tese de doutorado, as resoluções de base, o suporte teórico e os critérios metodológicos que nortearam sua pesquisa, indicando, por fim, alguns resultados gerais desse seu trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-01-01

Como Citar

Silva, S. A. I. (1996). A RELAÇÃO EDUCAÇÃO/CULTURA SEGUNDO A MEMÓRIA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: A HISTÓRIA ORAL COMO UMA NOVA ABORDAGEM DE PESQUISA. Cadernos CERU, 7(1), 149-160. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v7i1p149-160

Edição

Seção

Dossiê Amazônia