A ESTRADA DE FERRO VITÓRIA A MINAS E SUA POSSÍVEL VALORAÇÃO COMO PATRIMÔNIO

Palavras-chave: Patrimônio industrial, Espírito Santo, Ferrovias, Estrada de Ferro Vitória a Minas

Resumo

Em sua organização espacial atual, os bens industriais nos informam sobre o quadro sociopolítico-econômico a partir da recuperação de sua memória, permitindo compreender seu processo de produção. Suas histórias estão registradas nos vestígios de um passado-presente. São materialidades carregadas de sentidos pelos valores a elas atribuídos. No artigo que segue, procuramos discutir o patrimônio ferroviário como parte do chamado patrimônio industrial. Caminhamos no sentido de produzir uma atribuição de valor à Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), estudando as transformações da ferrovia e de seu entorno no espaço e no tempo. Trabalhamos com um recorte mais específico ao analisar a importância desta estrada de ferro para o município de João Neiva. A escolha da Estrada de Ferro Vitória a Minas como objeto de estudo passa pela reflexão e apontamento de aspectos a serem considerados na valoração patrimonial do patrimônio ferroviário, independentemente, de sua instância de preservação (federal, estadual ou municipal).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nivea Muniz Vieira, UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, SÃO PAULO, SÃO PAULO

Doutoranda em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Geografia e Meio Ambiente pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e especialista em Patrimônio pelo Programa de Especialização em Patrimônio (PEP-IPHAN), com Bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). E-mail: niveamuniz@yahoo.com.br.

Publicado
2016-07-29
Como Citar
Vieira, N. (2016). A ESTRADA DE FERRO VITÓRIA A MINAS E SUA POSSÍVEL VALORAÇÃO COMO PATRIMÔNIO. Revista CPC, (21), 71-102. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i21p71-102
Seção
Artigos