Morar no patrimônio

Autores

  • Eneida Almeida Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i22p255-270

Palavras-chave:

Casas paulistas, Edifícios residenciais, Patrimônio ambiental urbano

Resumo

Este texto sintetiza e comenta a troca de experiências entre moradores de três casas reconhecidas como patrimônio cultural: Doris Lenate, da Vila Maria Zélia; Boris Fausto, falando de sua própria residência, projetada por Sergio Ferro; e Beatriz Millan, apresentando a casa Roberto Millan, projetada por Carlos Millan. José Cazarin, diretor da Imobiliária Axpe, contribui para o debate com a exposição de seu trabalho de comercialização de bens culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eneida Almeida, Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, São Paulo

Arquiteta e doutora pela FAU-USP (2010), Mestre pela Università La Sapienza de Roma (1987), é professora da Graduação e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade São Judas Tadeu, São Paulo. Coordenou a mesa-redonda "Morar no patrimônio" que integrou o Seminário Habitação como patrimônio cultural promovido em 2016 pelo Centro de Preservação Cultural da USP (CPC-USP).

Downloads

Publicado

2017-04-20

Como Citar

Almeida, E. (2017). Morar no patrimônio. Revista CPC, (22), 255-270. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i22p255-270