O uso da tipografia em exposições museológicas: reflexões e experiências de visita em dois museus da USP

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v15i30espp455-492

Palavras-chave:

Tipografia, Comunicação museológica, Sinalização em museus, Museus universitários

Resumo

Os textos apresentados em exposições museológicas são uma importante ferramenta de comunicação entre seus criadores e os visitantes. Mesmo diante do crescimento da espetacularização midiática em museus, os textos ainda são grandes protagonistas no desenvolvimento da narrativa expográfica e, portanto, na compreensão da exposição. Entretanto as referências bibliográficas sobre expografia dificilmente mencionam a tipografia e sua relação com o visitante dos museus. Por essa razão este artigo aborda o uso da tipografia em exposições museológicas como uma reflexão sobre as experiências da leitura em exposições de longa duração em dois museus de ciências da Universidade de São Paulo: o Museu de Zoologia e o Museu de Anatomia Veterinária. Como metodologia de pesquisa, realizaram-se 
visitas a essas exposições e, com embasamento nos autores das áreas de expografia, tipografia e sinalização, analisaram-se as tipografias empregadas. A partir da definição da legibilidade da fonte tipográfica, foram analisados os desafios espaciais da exposição – e dos seus suportes – para a leitura dos textos, bem como as dificuldades impostas aos  visitantes não inerentes ao espaço da exposição, mas à própria natureza do visitante e a sua relação com os outros indivíduos presentes no espaço expositivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iara Pierro de Camargo, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil

Doutora e mestre pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP), bacharel em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e bacharel em design pelo FIAM-FAAM Centro Universitário. Desenvolve pesquisas na área de tipografia e design editorial e ministrou disciplinas dessas áreas no Senac, na FMU e nas Faculdades Integradas Rio Branco.



Renata Dias de Gouvea de Figueiredo-Lanz, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil

Mestre e graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP). Pesquisadora na área de expografia e design gráfico, lecionou no Senac e na FMU. Atua como designer de exposições e consultora de expografia autônoma e produz conteúdo para a página Crítica Expográfica.

Referências

BRINGHURST, Robert. Elementos do estilo tipográfico. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

CLAIR, Kate. BUSIC-SNYDER, Cynthia. Manual de tipografia: a história, a técnica e a arte. Tradução de Joaquim da Fonseca. Porto Alegre: Bookman, 2009.

CURY, Marília Xavier. Exposição: concepção, montagem e avaliação. São Paulo: Annablume, 2006.

D´AGOSTINI, Douglas. Design de sinalização. São Paulo: Blucher, 2017.

FARIAS, Priscila Lena 2004. Notas para uma normatização da nomenclatura tipográfica. Anais do P&D Design 2004 – 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design (versão em CD-Rom sem numeração de página). FAAP: São Paulo.

FARIAS, Priscila. Tipografia digital: o impacto das novas tecnologias. 3. ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2001.

FERNÁNDEZ, Luis A. FERNÁNDEZ, Isabel G. Diseño de exposiciones: concepto, instalación y montage. Madrid: Alianza Editorial, 2010. p. 145-157.

FRUTIGER, Adrian. En torno a la tipografia. Barcelona: Gustavo Gili, 2002.

LICKO, Zuzana. Filosofia. Portal Emigre Fonts. 1996. Disponível em: https://www.emigre.com/Fonts/Filosofia. Acesso em: 24 jun. 2020.

LOCKER, Pam. Conception d’exposition. Singapura: Pyramid, 2011.

MARTIN, Majoor. Portal Myfonts. [s/d]. Disponível em: https://www.myfonts.com/person/Martin_Majoor/. Acesso em: 24 jun. 2020. MIDDENDORP, Jan. Shaping Text. Amsterdam: Bis Publishers, 2012.

SCHERER, Fabiano de Vargas; CARDOSO, Eduardo; FETTER, Luiz Carlos. Levantamento e caracterização de famílias tipográficas para uso em sistemas de sinalização. Anais do 10º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Luís, 2012.

SERRELL, Beverly. Exhibit Labels. Maryland: Rowman & Littlefield Publishers, 2015. Kindle Edition.

SMITHSONIAN. Accessible Exhibition Design. Washington, jul. 2010. Disponível em: https://www.sifacilities.si.edu/ae_center/pdf/Accessible-Exhibition-Design.pdf. Acesso em: 18 jun. 2020.

SMITSHUIJZEN, Edo. Signage Design Manual. Baden: Lars Müller Publishers, 2007.

UEBELE, Andreas. Signage systems + information graphics: a professional sourcebook. London: Thames & Hudson, 2009.

UNGER, Gerard. Enquanto você lê. Brasília, DF: Estereográfica, 2016.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia. Museu de Anatomia Veterinária. Exposição. São Paulo, 2020a. Disponível em: http://mav.fmvz.usp.br/exposicao/. Acesso em: 10 jun. 2020.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Museu de Zoologia. História. São Paulo, 2020b. Disponível em: http://mz.usp.br/pt/museu/historia/. Acesso em: 18 jun. 2020.

VELARDE, Giles. Designing Exhibitions. Londres: The Design Council, 1988.

WARDE, Beatrice. The Crystal Goblet: Sixteen Essays on Typography. Cleveland: World Publishing Company, 1956.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

Camargo, I. P. de, & Figueiredo-Lanz, R. D. de G. de. (2020). O uso da tipografia em exposições museológicas: reflexões e experiências de visita em dois museus da USP. Revista CPC, 15(30esp), 455-492. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v15i30espp455-492