Antonio Candido em Debate: uma constelação de estudos críticos

Autores

  • Marcelo Moreschi Universidade Federal de São Paulo
  • Anita Martins Rodrigues de Moraes Universidade Federal Fluminense
  • Lucia Ricotta Vilela Pinto Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.i36p218-247

Palavras-chave:

Antonio Candido, Literatura Brasileira, Teoria Literária, Crítica Literária, História Literária

Resumo

O que segue foi escrito como introdução para uma antologia de artigos e ensaios sobre a obra de Antonio Candido, cuja publicação foi impedida porque a Editora da Unicamp se recusou, em 2021, a autorizar a publicação de três textos que integrariam o volume. Mesmo com essa recusa, decidimos publicar agora o texto que serviria de introdução ao volume pretendido, uma vez que revisita, sublinha e resume um conjunto de intervenções críticas de diferentes autores que poderiam servir como contraponto e antídoto às várias compilações já conhecidas de artigos de teor laudatório/encomiástico a propósito da obra candidiana. Essas intervenções de fato encaram problemas da teoria, da crítica e da historiografia literárias de Antonio Candido, dando corpo a um pensamento divergente e heterogêneo. A ideia foi a de tentar reunir textos já publicados, cuja circulação foi pequena ou dispersa, de modo a constituir um volume de ensaios que demonstre a existência e a força de proposições dissidentes face às totalizações candidianas e às suas paráfrases tão acríticas quanto habituais. O presente artigo sumariza, assim, os 12 textos selecionados, indicando como o conjunto deles desvela os princípios de uma subjetivação (normativa) do letrado no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Moreschi, Universidade Federal de São Paulo

Professor adjunto do departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo.

Anita Martins Rodrigues de Moraes, Universidade Federal Fluminense

Professora do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu em Literatura Infanto-Juvenil (LIJ) e o corpo docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Estudos da Literatura da Universidade Federal Fluminense.

Lucia Ricotta Vilela Pinto, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunta da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Escola de Letras do Centro de Letras e Artes.

Referências

BAPTISTA, Abel Barros. O cânone como formação. Livro agreste: ensaio de curso de literatura brasileira. Campinas: Editora da Unicamp, 2005.

CAMPOS, Haroldo. O sequestro do Barroco na Formação da literatura brasileira: o caso Gregório de Mattos. Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado, 1989.

CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos (v. I). São Paulo: Itatiaia, 1993.

CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos (v. II). São Paulo: Itatiaia, 1993.

CANDIDO, Antonio. Os parceiros do Rio Bonito. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1971.

CANDIDO, Antonio. A literatura e a formação do homem. In: Revista Remate de Males, Número Especial Antonio Candido. Campinas: IEL-Unicamp, 1999a, p. 81-90.

CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. São Paulo: Publifolha, 2000.

CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: CANDIDO, Antonio. O direito à literatura e outros ensaios. Organização e prefácio de Abel Barros Baptista. Coimbra: Angelus Novus, 2004.

CANDIDO, Antonio. Dialética da malandragem. In: CANDIDO, Antonio. O discurso e a cidade. São Paulo: Duas Cidades; Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2004b.

CANDIDO, Antonio. Literatura de dois gumes. In: CANDIDO, Antonio. A educação pela noite. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2006a.

CANDIDO, Antonio. Literatura e subdesenvolvimento. In: CANDIDO, Antonio. A educação pela noite. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2006b.

CANDIDO, Antonio. O método crítico de Sílvio Romero. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006d.

CANDIDO, Antonio. Na sala de aula: caderno de análise literária. São Paulo: Ática, 1995.

CANDIDO, Antonio. O estudo analítico do poema. São Paulo: Humanitas, 2006.

CANDIDO, Antonio. Iniciação à literatura brasileira. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2007

COSTA LIMA, Luiz. A concepção da história literária na Formação. In: Pensando nos trópicos. Rio de Janeiro: Rocco, 1991.

FISCHER, Luís Augusto. A Formação vista desde o sertão. In Revista Brasileira de Literatura Comparada, n. 18, 2011, pp. 41-72.

HANSEN, João Adolfo. Lugar do Cânone e da Crítica nos Estudos Literários da Universidade hoje. In LOPES, D. M. et al. (Org.) VI Seminário dos alunos da Pós-Graduação em Letras da UERJ. Rio de Janeiro: Letras e Versos, 2016. p. 7-38

MELO, Alfredo Cesar. Pressupostos, salvo engano, de uma divergência silenciosa: Antonio Candido, Roberto Schwarz e a modernidade brasileira. In Alea: estudos neolatinos (UFRJ). 2014, vol.16, n. 2, pp.403-420.

MORAES, Anita Martins Rodrigues de. Resenha de Antonio Candido 100 anos. In Criação e Crítica (USP), n. 26, 2020, pp. 182-189.

MORAES, Anita Martins Rodrigues de. Sistema literário (Verbete). In: (Novas) Palavras da Crítica II. Rio de Janeiro: Edições Makunaima, 2023, p. 253-276.

MORAES, Anita Martins Rodrigues de. Recensão de A literatura em questão: sobre a responsabilidade da instituição literária, de Marcos Natali. In Portuguese literary & Cultural Studies (University of Massachusetts Dartmouth), n. 38/39, Outono 2022/Primavera 2023, pp. 285-287.

MOREIRAS, Alberto. A Exaustão da Diferença: a política dos estudos culturais latino-americanos. Trad. Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2001.

MORICONI, Ítalo. Horizontes formativos, lugares de fala: Antonio Candido e a pedagogia do poema. In Gragoatá (UFF), Niterói, n. 12, pp. 47-62, 2002.

MOTA, Leda Tenório da. Clima e Noigandres: a crítica literária brasileira entre dois fogos. In Revista USP, (39), pp. 120-129, 1998.

NATALI, Marcos. Além da literatura. Literatura e Sociedade (USP), v. 9, pp. 30-43, 2006.

NATALI, Marcos. Além da literatura. In: A literatura em questão: sobre a responsabilidade da instituição literária. Campinas: Editora da Unicamp, 2020.

PENNA, João Camillo. O método crítico de Antonio Candido. In Criação e Crítica (USP), n. 26, pp. 149-181, 2020. Trad. de Lúcia Ricotta Vilela Pinto.

RICUPERO, Bernardo, O lugar das ideias: Roberto Schwarz e seus críticos. In: Sociologia & Antropologia. Rio de Janeiro, v.03.06: pp. 525–556, 2013.

SANTIAGO, Silviano. Anatomia da formação: a literatura brasileira à luz do pós-colonialismo. In Folha de São Paulo, 7 de setembro de 2014.

SISCAR, Marcos. O discurso da história na teoria literária brasileira. In Poesia e crise. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

Downloads

Publicado

2023-10-26

Como Citar

Moreschi, M., Moraes, A. M. R. de, & Pinto, L. R. V. (2023). Antonio Candido em Debate: uma constelação de estudos críticos: . Revista Criação & Crítica, (36), 218-247. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.i36p218-247