Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Crioula é uma publicação científica dos alunos de pós-graduação da Área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade de São Paulo (ECLLP-DLCV-USP).

A  publicação conta com apoio acadêmico e financeiro da Área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, FFLCH-USP.

A Revista Crioula tem por finalidades:

  1. Enfocar as questões teóricas e críticas pertinentes aos Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa;
  2. Difundir a produção científica dos alunos e ex-alunos do Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da USP, bem como de alunos de pós-graduação de universidades do Brasil e do exterior;
  3. Propiciar, por meio da publicação de textos científicos, o debate teórico e crítico sobre sua área de enfoque específico, a saber, o comparatismo envolvendo no mínimo uma literatura de língua portuguesa.

As submissões podem ser feitas em fluxo contínuo, observando a data de fechamento dos dossiês temáticos especificada na opção Chamadas. Submissões que não sejam destinadas ao dossiê temático podem ser publicadas nos quatro semestres seguintes ou em um dos quatro números ordinários consecutivos seguintes à submissão.

Outras informações se encontram na seção "Diretrizes para autores".

Processo de Avaliação pelos Pares

Os artigos serão avaliados por dois pareceristas ad hoc pelo sistema de avaliação por pares cega. Antes de serem avaliados por seus pares, os artigos submetidos à revista Crioula devem ser verificados por ferramentas de identificação de plágio. Os autores se comprometem a garantir o ineditismo e a originalidade da submissão e devem citar explícita e corretamente as suas fontes e referências (bibliográficas, iconográficas, sonoras, gráficos, tabelas e dados em geral). 

Avaliação por Pares Cega

Para garantir a integridade da avaliação cega dos artigos por pareceristas, a revista solicita que autores, editores e revisores cumpram as seguintes medidas:

  • Os autores do documento devem excluir seus nomes e filiação institucional do texto. Em seu lugar deve ser colocada a palavra “Autor”, seguida de nota de rodapé, indicando titulação acadêmica.  No caso de haver co-autores, devem vir numerados, Autor 1, Autor 2, Autor 3 etc.
  • Em documentos do Microsoft Office, a identificação do autor deve ser removida das propriedades do documento.

Periodicidade

A Revista Crioula é publicada semestralmente, somente em formato eletrônico.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 A revista Crioula não cobra taxas de publicação de seus colaboradores.

Fontes de Apoio

Histórico do periódico

A Revista Crioula é uma publicação científica dos alunos de pós-graduação da Área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade de São Paulo (ECLLP-DLCV-USP).

Desde a sua criação, a revista pretende ser "uma instância da práxis acadêmica, expondo com maior visibilidade os caminhos de reflexão que se produzem na interlocução entre docentes e discentes", conforme prenunciara a professora Tânia Celestino de Macedo na apresentação do primeiro número, em maio de 2007.

A Crioula tem publicado, dentro de um amplo espectro de tendências temáticas e teóricas, artigos e ensaios, que, em boa medida, compõem um mapeamento capaz de configurar um perfil das pesquisas relativas aos Estudos Comparados e, mais sensivelmente, das investigações a respeito das literaturas africanas de língua portuguesa empreendidas nas universidades brasileiras.

Além dos trabalhos de pós-graduandos, o periódico tem trazido a lume intervenções teóricas de importantes docentes, em seus artigos mestres, e contribuições valiosas de alunos a partir de resenhas, diários acadêmicos, perfis e entrevistas.

A publicação, semestral e eletrônica, tem buscado reforçar seus canais de comunicação – por meio das redes sociais – a fim de ampliar a divulgação não apenas da produção científica, como também dos eventos relacionados à área.

Pautada nesse horizonte de expectativas, a Revista Crioula espera, no âmbito da expressão cultural em língua portuguesa, fomentar a produção e divulgação de um conhecimento que se quer acessível e articulado às práticas sociais que lhe servem de arcabouço.

 

Acompanhe a Revista Crioula no Facebook: https://www.facebook.com/CRIOULREVISTA/