Entrevista com Ana Luísa Amaral, poeta e professora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v13i24p4-12

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL, Ana Luísa. Ara. Porto: Sextante Editora, 2013.

AMARAL, Ana Luísa. Escuro. Lisboa: Assírio & Alvim, 2014.

AMARAL, Ana Luísa. Próspero Morreu. Lisboa: Editorial Caminho, 2011.

AMARAL, Ana Luísa. Vozes. Lisboa: Dom Quixote, 2011.

AMARAL, Ana Luísa. Imagias. Lisboa: Gótica, 2002.

AMARAL, Ana Luísa. Minha Senhora de Quê. Prefácio e posfácio de Maria Irene Ramalho de Sousa Santos. Lisboa: Quetzal Editores, 1999.

ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner. O Nome das Coisas. Lisboa: Moraes Editores, 1977.

BARRENO, Maria Isabel; HORTA, Maria Teresa; COSTA, Maria Velho da. Novas Cartas Portuguesas. Lisboa, Editorial Futurama, 1972.

CYSNEIROS, Violante. A mim própria de há dois annos. In: Orpheu 2. Lisboa, 1915.

SÁ-CARNEIRO, Mário de. Correspondência com Fernando Pessoa. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

Downloads

Publicado

2021-04-16

Como Citar

Oliveira, N. G. de. (2021). Entrevista com Ana Luísa Amaral, poeta e professora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Revista Desassossego, 13(24), 4-12. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v13i24p4-12