(Con)viver

uma conversa - sobre o hábito, a Casa e o Espaço Llansol - em conjunto com João Barrento e Maria Etelvina Santos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v13i24p209-230

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARRENTO, João. Na dobra do mundo – Escritos Llansolianos. Lisboa: Mariposa Azual, 2008.

LLANSOL, Maria Gabriela. O livro das comunidades – Geografia de rebeldes I. Porto: Afrontamento, 1977.

LLANSOL, Maria Gabriela. Um beijo dado mais tarde. 2ª ed. Lisboa: Rolim, 1991.

LLANSOL, Maria Gabriela. Hölder, de Hölderlin. Sintra: Colares, 1993.

LLANSOL, Maria Gabriela. Lisboaleipzig 1 – O encontro inesperado do diverso. Lisboa: Rolim, 1994.

LLANSOL, Maria Gabriela. Lisboaleipzig 2 – O ensaio de música. Lisboa: Rolim, 1994a.

LLANSOL, Maria Gabriela. Um falcão no punho – Diário I. 2ª. ed. Lisboa: Relógio d’Água, 1998.

LLANSOL, Maria Gabriela. Causa amante – O litoral do mundo I. Posfácio de Augusto Joaquim. Lisboa: Relógio d’Água, 1996.

LLANSOL, Maria Gabriela. Onde vais drama-poesia? Lisboa: Relógio d’Água, 2000.

LLANSOL, Maria Gabriela. Cantileno. Lisboa: Relógio d’Água, 2000a.

LLANSOL, Maria Gabriela. Parasceve – puzzles e ironias. Lisboa: Relógio d’Água, 2001.

LLANSOL, Maria Gabriela. A restante vida – Geografia dos rebeldes II. Lisboa: Relógio d’Água, 2001a.

LLANSOL, Maria Gabriela. O Senhor de Herbais – breves ensaios literários sobre a reprodução estética do mundo, e suas tentações. Lisboa: Relógio d’Água, 2002.

LLANSOL, Maria Gabriela. O jogo da liberdade da alma. Lisboa: Relógio d’Água, 2003.

LLANSOL, Maria Gabriela. “O espaço edénico”. In: LLANSOL, Maria Gabriela. Na casa de julho e agosto - Geografia de rebeldes III. 2ª ed. Lisboa: Relógio d’Água, 2003a.

LLANSOL, Maria Gabriela. “O espaço edénico - entrevista a João Mendes, jornal Público, 18 de janeiro de 1995”. In: Na casa de julho e agosto. 2ª. ed. Lisboa: Relógio d’Água, 2003a, pp.139-168.

LLANSOL, Maria Gabriela. O raio sobre o lápis. Lisboa: Assírio & Alvim, 2004.

LLANSOL, Maria Gabriela. Amigo e amiga – Curso de silêncio de 2004. Lisboa: Assírio & Alvim, 2006.

LLANSOL, Maria Gabriela. Os cantores de leitura. Lisboa: Assírio & Alvim, 2007.

LLANSOL, Maria Gabriela. Uma data em cada mão – Livro de horas I. Lisboa: Assírio & Alvim, 2009.

LLANSOL, Maria Gabriela. “Carta ao legente”. In: BRANCO, Lúcia Castello. Os absolutamente sós - Llansol – A letra – Lacan. Belo Horizonte: Autêntica; FALE/ UFMG, 2000, pp. 13-17.

LLANSOL, Maria Gabriela; JOAQUIM, Augusto. Desenho a lápis com fala - Amar um cão. Lisboa: Assírio & Alvim, 2008.

SANTOS, Maria Etelvina. Como uma pedra-pássaro que voa – Llansol e o improvável da leitura. Lisboa: Mariposa Azual, 2008.

O que é figura? – Diálogos sobre a Obra de Maria Gabriela Llansol na Casa da Saudação. Org. João Barrento. Lisboa: Mariposa Azual, 2009.

Downloads

Publicado

2021-04-16

Como Citar

Zíngano, Érica. (2021). (Con)viver: uma conversa - sobre o hábito, a Casa e o Espaço Llansol - em conjunto com João Barrento e Maria Etelvina Santos. Revista Desassossego, 13(24), 209-230. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v13i24p209-230