Liberdade em Bergson: espontaneidade, criação e auto-engendramento

Autores

  • Maria Adriana Camargo Cappello Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2019.149979

Palavras-chave:

Espontaneidade, Criação, Auto-engendramento, Esquematismo, Imitação

Resumo

O objetivo do artigo é examinar as noções de espontaneidade, criação e auto-engendramento na obra de Bergson, com ênfase na maneira como elas se articulam em Os dados imediatos da consciência e A evolução criadora, destacando as articulações e diferenças entre as duas obras a esse respeito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Bergson, H. (1999). Matiére et Memoire. Paris: PUF.
Bergson, H. (2007). Essai sur les données immédiates de la conscience. Paris: PUF.
Bergson, H. (2007b). L’ évolution créatrice. Paris: PUF.
Bergson, H. (2005). A Evolução Criadora. Trad. de Bento Prado Neto. São Paulo: Martins Fontes.

Downloads

Publicado

2019-06-24

Como Citar

Cappello, M. A. C. (2019). Liberdade em Bergson: espontaneidade, criação e auto-engendramento. Discurso, 49(1), 55-70. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2019.149979

Edição

Seção

Artigos