Ensaio sobre a sublimação

Autores

  • Tania Rivera Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2007.38083

Palavras-chave:

psicanálise, sublimação, Estranho (Unheimliche), Coisa (das Ding)

Resumo

O presente ensaio discute a noção de sublimação em psicanálise, aproximando-a da noção freudiana do Estranho (Unheimliche). Ressalta-se a concepção contraditória do sublime no Romantismo para destacar no Estranho a estrutura de arranjo significante contraditório por excelência, sem síntese possível e ligado à possibilidade de se elevar “um objeto qualquer à dignidade da Coisa”, segundo a célebre fórmula de Lacan. Propõe-se conceber, em tal elevação, também, um realce da vertente de in-dignidade da Coisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tania Rivera, Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília.

Psicanalista e professora do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília

Downloads

Publicado

2007-06-09

Como Citar

Rivera, T. (2007). Ensaio sobre a sublimação. Discurso, (36), 313-326. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2007.38083

Edição

Seção

Nao definda