Observações sobre o tema da atemporalidade em Freud, Kant e Bergson

  • Hélio Lopes Universidade Federal de Ouro Preto
Palavras-chave: atemporalidade, Freud, Kant, Bergson

Resumo

Este artigo mostra que a freudiana “atemporalidade” dos processos psíquicos não deve ser entendida como uma conseqüência trivial da distinção entre processos psíquicos conscientes e inconscientes. Ele mostra que Freud possui uma caracterização positiva e fenomenológica dessa atemporalidade, obtida e afirmada para além e contra aquela distinção, e que o desafio que Freud, com esta atemporalidade, lança a uma filosofia “kantiana” não é completamente desprovido de sentido, mas pode ser re-elaborado numa perspectiva de algum modo bergsoniana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hélio Lopes, Universidade Federal de Ouro Preto
Professor da Universidade Federal de Ouro Preto
Publicado
2007-06-09
Como Citar
Lopes, H. (2007). Observações sobre o tema da atemporalidade em Freud, Kant e Bergson. Discurso, (36), 327-356. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2007.38084
Seção
Nao definda