O direito e o avesso

Autores

  • Fábio Konder Comparato

Palavras-chave:

Direito, Brasil, Escravidão, Democracia

Resumo

Em todos os países, por trás do direito oficial, composto pela Constituição, pelas leis, as normas editadas pelo Poder Executivo e os precedentes judiciais, existe sempre outro ordenamento encoberto, fundado na estrutura de poderes dominantes na sociedade e legitimados pela mentalidade social. No Brasil, essa duplicidade de regimes jurídicos sempre existiu. Além do direito oficial, que acompanha os padrões de civilização vigentes nos países que consideramos culturalmente mais avançados, vigora um direito não escrito, cuja função consiste em proteger os interesses dos grupos sociais dominantes. O artigo ilustra essa realidade bifronte do direito brasileiro com os casos históricos da escravidão e da democracia. Para mudança dessa estrutura social cuja aparência não condiz com a realidade efetiva, o autor sublinha a necessidade de uma ampla e contínua denúncia de sua ilegitimidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2009-01-01

Como Citar

Comparato, F. K. (2009). O direito e o avesso . Estudos Avançados, 23(67), 6-22. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10369

Edição

Seção

Dossiê Crise do Congresso