Cenas do cotidiano na educação infantil: desafios da integração entre cuidado e educação

Autores

  • Maria Aparecida Guedes Monção Universidade Cidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.1590/s1517-9702201608147080

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir a rotina das crianças na educação infantil, especificamente daquelas de zero a quatro anos de idade, tendo como foco os momentos de descanso e alimentação. Nessa etapa do atendimento educacional, as relações dialógicas entre os adultos e as crianças e a integração entre cuidado e educação são pressupostos essenciais de uma educação infantil de qualidade, condição para garantia dos direitos fundamentais dos bebês e das crianças pequenas. A investigação consistiu em uma pesquisa qualitativa, mediante estudo de caso de cunho etnográfico, realizado em 2010 e 2011, em um Centro de Educação Infantil (CEI) público da rede municipal de São Paulo, que atende crianças de zero a quatro anos. Os procedimentos metodológicos conjugaram observação participante, análise documental e entrevista semiestruturada com a equipe do CEI e com as famílias. A investigação envolveu revisão da literatura, tendo como principais referências Barbosa, Batista, Coutinho, Guimarães, Korczak, Tristão e Wallon. Os resultados evidenciaram que as emoções expressas pelas crianças nos momentos das refeições e descanso são, em grande medida, desconsideradas. Constatou-se também contradições entre as proposições de integração entre cuidado e educação expressas no projeto pedagógico e os discursos e práticas das professoras efetivadas junto às crianças. O estudo concluiu que é fundamental inserir as temáticas de cuidado com o corpo – alimentação, higiene, descanso, saúde – como parte da formação continuada e dos planejamentos semanais realizados nas instituições de educação infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-01

Como Citar

Monção, M. A. G. (2017). Cenas do cotidiano na educação infantil: desafios da integração entre cuidado e educação. Educação E Pesquisa, 43(1), 162-176. https://doi.org/10.1590/s1517-9702201608147080

Edição

Seção

Artigos