Por que a Sustentabilidade tem avançado nas Escolas de Gestão? Uma explicação sociológica

Palavras-chave: Sustentabilidade, Escolas de gestão, Escolas de gestão no Brasil, Pierre Bourdieu, Bernard Lahire

Resumo

Este ensaio teórico tem como objetivo fornecer uma explicação sociológica para a crescente importância dos princípios e práticas da Sustentabilidade nas Escolas de Gestão. Para isso, aproxima duas perspectivas teóricas. Primeiro, sob um ponto de vista macrossociológico, emprega alguns conceitos centrais de Pierre Bourdieu e sua teoria do Estado para interpretar como os princípios e práticas relacionados à Sustentabilidade têm avançado nas Escolas de Gestão, teorizando a partir do contexto de países desenvolvidos. Segundo, muda-se o foco para uma perspectiva microssociológica para analisar como esses avanços têm ocorrido no Brasil. Nesse sentido, utiliza o aparato conceitual de Bernard Lahire e sua sociologia em escala individual. Sendo assim, este ensaio defende um duplo argumento. Por um lado, sustenta que em países desenvolvidos o Estado tem sido o protagonista para os avanços da Sustentabilidade nas Escolas de Gestão, pois é o Estado que possui os monopólios fundamentais para engendrar mudanças sociais em um nível nacional. Por outro lado, quando se volta para a realidade brasileira, argumenta que o Estado passa a ter uma participação menor nos avanços dos princípios e práticas relacionados à Sustentabilidade. Defende-se que se faz necessário mudar o foco para a importância de indivíduos-chave, que têm sido essenciais para tais avanços.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-13
Como Citar
Lessa, B., Souza, A. C., & Lopes, F. (2019). Por que a Sustentabilidade tem avançado nas Escolas de Gestão? Uma explicação sociológica. Educação E Pesquisa, 45, e206670. https://doi.org/10.1590/s1678-4634201945206670
Seção
Artigos