A concepção de politecnia em Moçambique: contradições de um discurso socialista (1983-1992)

  • António Cipriano Parafino Gonçalves Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Moçambique, Frelimo, Estado-nação moderno, Sistema Nacional de Educação, Concepção de educação politécnica

Resumo

O trabalho analisa a fundamentação do conceito de politecnia na educação moçambicana, de acordo com o projeto político proposto pela Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), que preconizava a instauração de uma sociedade socialista nesse país. Definida nos documentos oficiais como tradução do princípio pedagógico de ligação entre a teoria e a prática, entre a escola e o trabalho, a politecnia deveria permear todo o processo de formação escolar e visava propiciar aos alunos bases para compreender a realidade, assimilar o conhecimento científico e transformar a natureza e a sociedade. Metodologicamente, foi realizada uma pesquisa teórica, revisando a bibliografia sobre o surgimento do conceito de politecnia, o entendimento deste em Marx, Lênin e no movimento operário russo. Também foram consultados documentos oficiais, artigos, livros e resultados de pesquisas sobre a educação socialista moçambicana que focassem o propósito da pesquisa. Empiricamente, realizaram-se entrevistas com intelectuais que estiveram envolvidos com a educação moçambicana no período recortado (1983-1992), na cidade de Maputo, entre janeiro e março de 2005. Da análise de dados e do conteúdo das entrevistas, conclui-se, primeiro, que existe uma diferença na fundamentação da concepção de educação politécnica na proposta pedagógica de Moçambique em relação às propostas sejam de Marx e Lênin. Segundo, que o entendimento do conceito de politecnia em Moçambique foi limitado e que o discurso socialista que acompanhou a educação moçambicana foi contraditório.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-12-01
Como Citar
Gonçalves, A. (2007). A concepção de politecnia em Moçambique: contradições de um discurso socialista (1983-1992) . Educação E Pesquisa, 33(3), 601-619. https://doi.org/10.1590/S1517-97022007000300014
Seção
Artigos