A educação ambiental e as políticas educacionais: um estudo nas escolas públicas de Teresópolis (RJ)

Autores

  • Rodrigo de Azevedo C. Lamosa Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Carlos Frederico B. Loureiro Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1517-97022011000200005

Palavras-chave:

Educação ambiental crítica, Política pública, Escola

Resumo

Este artigo tem como objeto a inserção da educação ambiental (EA) nas escolas públicas, utilizando como estudo de caso a rede municipal de Teresópolis (RJ). A EA crítica é o referencial teórico adotado, o qual permitiu compreender esse processo no ensino formal, em suas relações com as políticas públicas educacionais federais e municipais. No aspecto metodológico, a pesquisa foi desenvolvida inicialmente por meio da análise da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA) e dos documentos oficiais da educação da cidade. Em um segundo momento, priorizou-se o estudo dos projetos oficiais de EA da Secretaria Municipal de Educação e a pesquisa realizada diretamente nas escolas por meio da aplicação de um questionário construído com base em modelo utilizado pelo Ministério da Educação (MEC) em sua pesquisa "O que fazem as escolas que dizem que fazem educação ambiental?", realizada em 2006. Ao término do estudo, mesmo considerando a pertinência das iniciativas de professores e alunos no cotidiano escolar, as quais materializam práticas relevantes, foi possível concluir que questões fundamentais - currículo (diretrizes, arranjo e conteúdo), reorganização da carga horária docente (gestão escolar) e formação inicial e continuada de professores - ainda precisam ser contempladas pelas políticas públicas a fim do efetivo enraizamento da EA no contexto escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-08-01

Como Citar

Lamosa, R. de A. C., & Loureiro, C. F. B. (2011). A educação ambiental e as políticas educacionais: um estudo nas escolas públicas de Teresópolis (RJ) . Educação E Pesquisa, 37(2), 279-292. https://doi.org/10.1590/S1517-97022011000200005

Edição

Seção

Artigos