A História no Mundo Digital: breves considerações sobre as tecnologias digitais e o Ensino de História

Autores

  • Renan Carvalho Wenderrosck Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8855.v10i2p330-359

Palavras-chave:

Ensino de história, Consciência histórica, Tecnologias digitais

Resumo

Resumo: Este trabalho tem como objetivo estabelecer algumas considerações sobre o ensino de história e o uso da tecnologia. Na era da hiperconexão, em um mundo cada vez mais conectado e o imediatismo pautando as novas relações dos sujeitos, faz-se necessário refletirmos sobre os métodos e instrumentos utilizados na educação e, especialmente, no ensino de História. Desta forma, as ferramentas digitais fornecem potencialidades para a estruturação de uma zona capaz de promover a apreensão dos diferentes contextos históricos e suas temporalidades. Esse artigo é divido em duas partes: a primeira busca compor uma breve história do Ensino de História no Brasil a partir dos eventos históricos e da historiografia produzida, compreendendo as diferentes influências que se manifestam no atual sistema de ensino. Já a segunda parte busca trazer breves considerações sobre os proveitos e os desafios da utilização das tecnologias digitais no ensino de história a partir da leitura das obras de Pierre Levy sobre a era digital.  Se “ensinar não é transmitir conhecimento, mas criar as possibilidades para sua própria construção” (FREIRE, 1996, p. 21), sem a menor dúvida as ferramentas digitais podem ajudar a construir novos caminhos a serem utilizados no processo de escolarização dos indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Carvalho Wenderrosck, Universidade Federal Fluminense

Graduando em História e bolsista PIBIC-CNPq pela Universidade Federal Fluminense e Bolsista PIBIC-CNPq pela UFF.

Referências

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da Educação e da Pedagogia. Ed.3. São Paulo: Moderna, 2006.

BITTENCOURT, Circe Fernandes. Reflexões sobre o ensino de História. Estudos Avançados, São Paulo, v.32, n.93, p.127-149, Aug.2018.

BRASIL, Constituição (1934). Título V Capítulo II. Constituição da República dos Es-tados Unidos do Brasil. Rio de Janeiro, 1934. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao34.htm>. Acesso em: 04 Agosto 2020.

CAIMI, Flávia Eloisa. Por que os alunos (não) aprendem História? Reflexões sobre en-sino, aprendizagem e formação de professores de História. Tempo [online]. 2006, vol.11, n.21, p.17-32.

CHERVEL, A.; COMPÈRE, M.-M. As humanidades no ensino. Educação e Pesquisa. São Paulo, v.25, n.2, p.149-70, jul./dez. 1999.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. - (Coleção Leitura)

FREITAS, Itamar. Fundamentos. teórico-metodológicos para ensino de História. (Anos iniciais). São Cristóvão: Editora da UFS, 2010.

GUIMARÃES, Manoel Salgado. Historiografia e nação no Brasil, 1838-1857. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008.

LDB – Leis de Diretrizes e Bases. Lei nº 9.394/1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 02 Agosto 2020.

LEVY, Pierre. O que é virtual. São Paulo: Editora 34, 1996.

LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MANOEL, Ivan A. O Ensino de História no Brasil: do Colégio Pedro II aos Parâme-tros Curriculares Nacionais (Texto complementar). Disponível em: <http://acervodigital.unesp.br/handle/123456789/46194>. Acesso em: 22 Julho 2020.

MONTEIRO, Ana Maria; PENNA, Fernando. Ensino de História: saberes em lugar de fronteira. Revista Educação & Realidade, Porto Alegre, v.36, n.1, p.191-211, jan./abr., 2011. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/edu_realidade>. Acesso em 25 Julho 2020.

OLIVEIRA, Claudemir Gonçalves de. A matriz positivista na educação brasileira: uma análise das portas de entrada no período Republicano. Diálogos Acadêmicos - Re-vista Eletrônica da faculdade Semar/Unicastelo, v.1, n.1, p.01-17, Edição Out./Jan., 2010.

PERES, Marilen Fagundes; SCHIRMER, Janete; RITTER, Tatiane Souza. O ensino de His-tória no Brasil suas funções e implicações políticas e sociais – Séc. XIX até a atualida-de. Revista do Lhiste, Porto Alegre, n.3, vol.2, jul/dez. 2015.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. 30ª ed. – Campinas, SP: Autores Associados, 1995.

VARNHAGEN, Francisco Adolfo de. História geral do Brasil: antes de sua separação e independência de Portugal. 2. ed. Rio de Janeiro: E. & H. Laemmert, 1877.

VARNHAGEN, Francisco Adolfo de. História das lutas com os holandeses no Brasil desde 1624 a 1654.1.ed. Lisboa : Typ. de Castro Irmão, 1872.

Downloads

Publicado

2021-07-13

Como Citar

Wenderrosck, R. C. (2021). A História no Mundo Digital: breves considerações sobre as tecnologias digitais e o Ensino de História. Epígrafe, 10(2), 330-359. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8855.v10i2p330-359

Edição

Seção

Artigos