Sobre o tratamento de um menino de sete anos: reflexões sobre inibição e angústia

Autores

  • Ana Carolina Teixeira Pinto Universidade Estácio de Sà

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i2p362-379

Palavras-chave:

psicanálise, angústia, função paterna, inibição, sintoma

Resumo

Neste artigo, a partir de uma perspectiva psicanalítica, realiza-se uma discussão acerca da evolução clínica do tratamento de um menino de sete anos que apresentava um quadro de inibição da escrita, com o objetivo de evidenciar como, no decorrer do processo de análise, ocorreu uma modificação no que diz respeito ao agenciamento da angústia vivida pelo paciente. Conclui-se que, a partir de certas intervenções pontuais, a angústia inicialmente apresentada pelo paciente diante da falha da função paterna deu lugar à angústia frente ao processo de subjetivação da castração, culminando na assunção de uma tomada de posição na partilha sexual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Pinto, A. C. T. (2010). Sobre o tratamento de um menino de sete anos: reflexões sobre inibição e angústia. Estilos Da Clinica, 15(2), 362-379. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i2p362-379