Declínio da função paterna e dialética da simbolização

Autores

  • Maria Nestrovsky Folberg Universidade Federal do Rio Grande do Sul; FACED
  • Noeli Reck Maggi UFRGS; FACED

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v7i13p92-99

Palavras-chave:

Função paterna, simbolização, psiquismo humano, estruturas clínicas, Complexo dc Édipo, falo

Resumo

Este trabalho destaca a importância da função paterna no registro do psiquismo humano e as possibilidades decorrentes da mesma para o processo de simbolização. Como se inscreve a simbolização no psiquismo humano? Qual a importância da função paterna para esse processo? Estas são questões postas em discussão, desenvolvendo uma abordagem que evolui desde a infância. O texto traz uma reflexão sobre as estruturas clinicas destacando a função do falo, a posição do sujeito no Complexo de Édipo e as implicações de sua transposição. Também é analisado o processo de simbolização nas personalidades que vivenciaram o fracasso da função paterna e suas diferentes formas de manifestação, quais sejam as estruturas de personalidade neurótica ou psicótica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-12-01

Como Citar

Folberg, M. N., & Maggi, N. R. (2002). Declínio da função paterna e dialética da simbolização. Estilos Da Clinica, 7(13), 92-99. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v7i13p92-99

Edição

Seção

Artigos