As emoções do profisssional psicossocial frente à situação de abuso sexual infantil

Autores

  • Rebecca Ribeiro Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios; Serviço Psicossocial Forense
  • Liana Fortunato Costa Universidade de Brasília; Departamento de Psicologia Clínica

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v12i23p108-129

Palavras-chave:

Abuso sexual infantil, Psicologia jurídica, Subjetividade, Violência sexual, Emoção

Resumo

Esta pesquisa trata das emoções que os profissionais psicossociais experimentam frente ao abuso sexual infantil, durante a avaliação psicossocial que subsidia os juízes em suas decisões. Buscamos conhecer os processos afetivoemocionais desses profissionais, ao abordarem o abuso sexual infantil. As participantes foram cinco psicólogas e uma assistente social com idades entre 29 e 40 anos. A análise dos resultados mostrou que é a criança, vítima de abuso, que dá sentido ao processo judicial; as profissionais esperam punição para o pai agressor e desenvolvem uma identificação com as crianças que atendem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-01

Como Citar

Ribeiro, R., & Costa, L. F. (2007). As emoções do profisssional psicossocial frente à situação de abuso sexual infantil. Estilos Da Clinica, 12(23), 108-129. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v12i23p108-129

Edição

Seção

Dossiê: Terapêutica e Estílos da Clínica