Ressonâncias do inconsciente materno e familiar na sintomatologia infantil e no setting analítico à luz de um caso clínico

Autores

  • Ana Laura Moraes Martinez Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i1p91-110

Palavras-chave:

psicanálise, ludoterapia, mundo interno, família, transgeracionalidade.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo discutir a importância do terapeuta infantil manter dentro de si uma visão binocular, que priorize tanto a escuta do mundo interno de seu pequeno paciente, mas também as interferências do inconsciente familiar e materno na sintomatologia infantil e no setting analítico. Partindo da perspectiva de que o mundo interno do infance se constrói também, embora não somente, pela demanda inconsciente dos pais, será ainda propósito deste artigo demonstrar como, neste caso clínico, a sintomatologia da criança foi influenciada por conflitivas inconscientes maternas e pela modalidade de cuidado parental presente nesta família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-01

Como Citar

Martinez, A. L. M. (2014). Ressonâncias do inconsciente materno e familiar na sintomatologia infantil e no setting analítico à luz de um caso clínico. Estilos Da Clinica, 19(1), 91-110. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i1p91-110