O sofrimento da criança pequena maltratada e seus pais

Autores

  • Yolande Govindama Universidade de Rouen; Departamento de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v20i1p43-58

Resumo

As estatísticas francesas mostram que um grande número de maus-tratos dirigidos a crianças de 0 a 3 anos passa despercebido por causa da negação dos pais. Os laços das crianças dessa idade ainda são tão psiquicamente alienados a seus pais que elas não conseguem expressar seu próprio sofrimento. Nos pais abusadores, a relembrança de sua própria infância não os deixa diferenciarem-se de suas crianças. Esse laço pais-criança, estruturado a partir da identificação projetiva patológica, implica um dispositivo clínico especial para o tratamento pais - criança. Esse dispositivo singular possibilita diferenciar a criança real dessa relação alienante. Isso será ilustrado por meio de um caso clínico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Como Citar

Govindama, Y. (2015). O sofrimento da criança pequena maltratada e seus pais. Estilos Da Clinica, 20(1), 43-58. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v20i1p43-58