Pico de fluxo da tosse em pré-escolares: taxa de sucesso e reprodutibilidade teste-reteste

  • Danielle Corrêa França Universidade Federal de Minas Gerais; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
  • Paulo Augusto Moreira Camargos Universidade Federal de Minas Gerais; Departamento de Pediatria
  • Bruna da Silva Pinto Pinheiro Vieira Hospital Municipal Odilon Behrens
  • Danielle Aparecida Gomes Pereira UFMG; Departamento de Fisioterapia
  • Verônica Franco Parreira UFMG; Departamento de Fisioterapia

Resumo

É importante avaliar a função pulmonar em pré-escolares. Poucos estudos relacionados aos testes de função pulmonar nessa população estão disponíveis. O objetivo deste estudo foi avaliar a taxa de sucesso e reprodutibilidade teste-reteste do pico de fluxo da tosse (PFT) em uma amostra de crianças com idade entre 4 e 6 anos. O PFT foi estudado em 44 crianças saudáveis (26 meninos e 18 meninas), selecionadas de acordo com o questionário ATS-DLD-78-C, utilizado para detectar a presença de doenças respiratórias de base e exposição ambiental. O medidor de pico de fluxo expiratório (Piko-I Electronic Peak Flow Meter, Pulmonary Data Services, USA) foi usado para mensurar o PFT. A taxa de sucesso foi definida como a porcentagem de crianças capazes de realizar o teste de acordo com os critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade. Para avaliar a reprodutibilidade teste-reteste, 10 crianças (de acordo com o cálculo amostral) foram reavaliadas após três semanas. A reprodutibilidade teste-reteste foi avaliada pelo teste t pareado, considerando significativo p<0,05 e coeficiente de correlação intraclasse (CCI). Os resultados mostraram uma taxa de sucesso de 91% para PFT, sendo de 80, 88 e 100% para crianças com 4, 5 e 6 anos, respectivamente. Quanto à reprodutibilidade teste-reteste, não houve diferença significativa entre os dados da primeira avaliação e da reavaliação (p=0,39) e foi observado CCI de 0,84. Esses resultados sugerem elevada taxa de sucesso na realização do PFT e reprodutibilidade teste-reteste de magnitude excelente para essa variável em pré-escolares saudáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-09-01
Como Citar
França, D., Camargos, P., Vieira, B., Pereira, D., & Parreira, V. (2015). Pico de fluxo da tosse em pré-escolares: taxa de sucesso e reprodutibilidade teste-reteste . Fisioterapia E Pesquisa, 22(3), 275-281. https://doi.org/10.590/1809-2950/13838722032015
Seção
Artigos