Deleuze e a desformatação da escola

Autores

  • Rogério de Souza Teza Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-7547.hd.2016.113351

Palavras-chave:

Deleuze – Educação – Pensamento Ordinário – Conceito

Resumo

Este artigo trata de um assunto cada vez mais presente no debate acadêmico, quer na filosofia, falando-se sobre a obra de Deleuze, quer na pedagogia, que é a superação da padronização no ato do pensar. Há, na filosofia, criação de novos conceitos que são, per se, superadores dos modelos do pensamento ordinário, segundo Deleuze. Seguindo os passos desse original filósofo, buscamos propor uma nova imagem do pensamento a se usar na escola que, em vez da repetição, almeja chegar ao novo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério de Souza Teza, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo em 2015. Mestrando em Filosofia pela Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2016-03-26

Como Citar

Teza, R. de S. (2016). Deleuze e a desformatação da escola. Humanidades Em diálogo, 7, 221-227. https://doi.org/10.11606/issn.1982-7547.hd.2016.113351

Edição

Seção

Academia