O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição está ligada aos estudos de língua, literatura e cultura italianas ou de suas áreas correlatas.
  • É original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word (*.doc, *.docx) ou OpenOffice (*.odt), sem informações de autoria. Um arquivo com as informações do/a autor/a, como formação e publicações, deve ser enviado separadamente, constando o número ORCID e um email para contato que possa ser publicado.
  • URLs para as referências são informadas sempre que possível.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores.
  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Avaliação cega por pares foram seguidas.
  • Informamos que a revista não cobra taxa pelo envio de artigos e/ou taxa de processamento de artigos (APCs).

Diretrizes para Autores

  • Todos os artigos encaminhados para publicação serão submetidos à avaliação cega por pares (double blind peer review). Eventuais sugestões de modificação de estrutura ou conteúdo serão comunicadas previamente aos autores.

INSTRUÇÕES DE NORMATIZAÇÃO:

  1. Os textos devem ser submetidos através da plataforma OJS, em extensão *.doc, *.docx ou *.odt, na fonte Times New Roman, corpo 12, espaçamento 1,5, margens de 2,54 cm, e ter no corpo do texto entre 25.000 e 50.000 caracteres, espaços incluídos, sem contar título, resumos e referências. 

  2. Os textos podem ser escritos em italiano ou português, contendo título, resumo e palavras-chave em italiano, português e inglês. O resumo terá no mínimo 150 e no máximo 250 palavras. As palavras-chave, de três a cinco, devem ser separadas por ponto-e-vírgula.

  3. Os artigos devem ser enviados sem qualquer informação que possa identificar os autores (ver Avaliação cega por pares).

  4. Os autores devem enviar separadamente um documento (*.doc ou *.docx ou *.odt) com uma nota biobibliográfica, contendo seu nome, vínculo institucional e/ou profissional, número ORCID, um endereço eletrônico para contato que possa ser divulgado e, se for o caso, as publicações mais relevantes.

  5. As notas de pé de página e as referências bibliográficas devem ser restritas ao mínimo indispensável. 

  6. Quanto ao uso de recursos tipográficos, o itálico deverá ser empregado para palavras de língua diferente à utilizada no texto e para citação de títulos de obras; o negrito apenas para títulos de seções e subseções; as aspas para citações de trechos de obras no corpo do texto e ênfase ou destaque de palavra ou trecho. Recomenda-se não usar sublinhado.

  7. Figuras, quadros, tabelas, gráficos etc. devem ser citados antes de aparecerem no texto, indicando a numeração entre parênteses (Figura 1), (Quadro 1), (Tabela 1), (Gráfico 1). O número e o título devem estar acima e a fonte utilizada, quando for o caso, será indicada abaixo. Qualquer que seja o tipo, as figuras, em alta resolução, devem estar em formato JPEG no corpo do texto e ser também enviadas em arquivos separados. Deve-se observar que a Revista de Italianística somente publicará imagens isentas de direitos autorais ou com as devidas autorizações.

  8. Quando houver agradecimentos, o texto deve ser sucinto e apresentado como último elemento pós-textual, colocado ao final das referências ou dos eventuais anexos.

    REFERÊNCIAS NO TEXTO:

    As remissivas bibliográficas das citações devem aparecer no sistema autor-data, entre parênteses, em meio ao texto, conforme explicitado a seguir: 

    • A referência ao(s) autor(es) de uma citação deve vir entre parênteses, contendo o sobrenome do autor em maiúscula, o ano de publicação da obra e, caso se trate de uma citação literal, a(s) página(s) em que se encontra a citação, antecedida(s) de p. Se a edição citada for posterior à primeira publicação ou se a obra citada for uma tradução, indicar entre colchetes o ano da primeira edição.

    Exs.: (SBISÀ, 2007), (BERARDINELLI, 2002, p. 11-12), (MORAVIA, 1949 [1929], p. 65), (DE MAURO, 1993 [1963], p. 90-92).

    • Caso o(s) autor(es) seja(m) citado(s) no corpo do texto, colocar o sobrenome em minúscula. Na primeira citação da obra, o ano de publicação estará entre parênteses. Caso haja dois autores, deve-se separar com “e”. 

    Exs.: De Mauro (1993 [1963]) afferma che la poesia d’avanguardia è caratterizzata dall’immediatezza delle forme linguistiche. [...] / A partir da publicação de Brown e Levinson (1987), afirmou-se a ideia de que há, ao menos, três variáveis que precisamos levar em conta para analisar atos de fala.

    • Mesmo que o sobrenome seja claramente uma expressão composta, como Bernardini Napoletano, Paes de Almeida Filho, Bresciani Califano, deve-se indicar apenas o último: NAPOLETANO, ALMEIDA FILHO, CALIFANO.

    • A referência deve vir logo após a citação.

    Ex.: Dobbiamo tenere presente che la poesia d’avanguardia italiana è caratterizzata da “aderenza a forme immediate, endofasiche, non ripensate” (DE MAURO, 1993 [1963], p. 467).

    • Se o nome do autor aparece antes da citação, não é necessário repeti-lo.

    Ex.: Analizzando la lingua della poesia d’avanguardia italiana, De Mauro afferma che è caratterizzata da “aderenza a forme immediate, endofasiche, non ripensate” (1993 [1963], p. 467).

    • Caso haja duas obras do autor com o mesmo ano de publicação, indicar com letras em ordem alfabética cada uma das edições (exs.: (CALVINO, 1983a), (CALVINO, 1983b). Nas referências ao final, na indicação das obras deverá constar a letra a elas atribuídas.

    • Caso haja dois autores citados entre parênteses, ambos devem ser citados, separando-os com “e”. No caso de haver mais de dois autores, utiliza-se “et al.”

    Exs.: (SOBRERO e MIGLIETTA, 2007); (COVERI et al., 1998, p. 98).

    • Se a citação não for literal, com aspas, pode-se indicar que o leitor “confira”, utilizando “cf.”.

    • Nos casos excepcionais, em que houver a citação de uma obra não consultada diretamente, deve-se usar a expressão “apud”, equivalente a “referido por”, “citado por”. 

    • Se uma obra for citada mais de uma vez em seguida, basta citar a nova página, indicando ser o mesmo autor e o mesmo ano. Ex.: (DE MAURO, 1983 [1963], p. 102); em seguida (p. 109).

    • Caso o autor seja o mesmo, mas a obra citada for outra, deve-se indicar o ano de publicação, sem repetir o nome do autor. Ex.: (SBISÀ, 2007, p. 102); em seguida (2009, p. 109).

    • No caso de um texto citado repetidas vezes, recomenda-se indicar a referência por inteiro na primeira ocorrência, e apenas a página nas demais. Ex.: (CALVINO, 1983a, p. 33); e a partir daí apenas (p. 54), (p. 82), e assim por diante. 

    • Se uma citação trouxer uma expressão em itálico ou grifada de outra forma, não é necessário dizer que o grifo é do(s) autor(es) da obra; mas se o(s) autor(es) do artigo quiser(em) colocar grifo em uma ou mais expressões, deve(m) registrar o fato. Ex.: (DE MAURO, 1993 [1963], p. 320) - grifo(s) do(s) autor(es).

    • No caso das citações destacadas em parágrafo próprio (citações de mais de três linhas), elas devem estar sem aspas, com recuo à esquerda de 4cm, com a fonte em tamanho 11 e espaçamento simples. A indicação da referência deve estar ao final da citação, depois do ponto final, ficando “solta” (sem ponto).

    • Serão incluídas nas referências ao final do artigo, apenas as obras efetivamente consultadas e citadas.

    • Informações complementares devem vir em notas de rodapé. As notas devem ser numeradas e estar justificadas, em Times New Roman, tamanho 10 e espaçamento simples.

    • Palavras em línguas diferentes da escolhida para o artigo/texto devem estar em itálico.

    • Com exceção das citações em italiano, para todas as demais, a tradução deverá aparecer no texto e o original em nota de rodapé, com indicação de autoria. Recomenda-se que, quando houver mais traduções de mesma autoria, seja apresentada uma nota explicativa apenas na primeira ocorrência.

  • REFERÊNCIAS AO FINAL DO TEXTO

  • Todas as obras citadas no texto devem ser listadas nas referências, em ordem alfabética, conforme as indicações a seguir, lembrando que as obras apenas consultadas não devem ser  incluídas.

  • A. LIVROS:

    • Indicação do(s) autor(es), com sobrenome(s) em caixa alta, vírgula e iniciais do(s) nome(s), seguidas de ponto final. Nas obras coletâneas, deve(m) constar sobrenome(s) do(s) organizador(es) da publicação, vírgula e iniciais do(s) nome(s), seguidas da abreviatura entre parênteses (org.) ou (orgs.) ou (a cura di) para textos escritos em italiano. Na falta de qualquer dos critérios anteriores, deve constar o nome do editor da publicação seguido da abreviatura entre parênteses (ed.) ou (eds.). Caso não haja indicação de autoria, a entrada nas referências, será feita pelo título do livro, com a primeira palavra em caixa alta;

    • título do livro (em itálico), também com ponto final;

    • nome do(s) tradutor(es), quando houver, antecedido(s) da abreviatura “trad.” ou “trads.” e seguido(s) de ponto;

    • local da publicação, seguido de dois pontos;

    • nome da editora, seguido de vírgula;

    • ano da publicação, seguido de ponto final.

    • Ex: ARGAN, G. C. História da arte como história da cidade. Trad. P.L. Cabra. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

  • B. CAPÍTULOS DE LIVROS:

    • Indicação do(s) autor(es), com sobrenome(s) em caixa alta, vírgula e iniciais do(s) nome(s), seguidas de ponto final;

    • título do capítulo em redondo, seguido de ponto final;

    • nome do(s) organizador(es) do livro, no qual se encontra o capítulo, antecedido(s) por "In:", com sobrenome(s) em caixa alta, vírgula, iniciais do(s) nome(s) do autor(es) e abreviatura entre parênteses (org. ou orgs.), seguida de ponto final (colocar “a cura di” em artigos escritos em italiano; 

    • título do livro, em itálico, também com ponto final;

    • nome(s) do(s) tradutor(es), quando houver, antecedido(s) da abreviatura “trad.” ou “trads.”;

    • indicação do volume e/ou outras especificações, se houver;

    • local da publicação, seguido de dois pontos;

    • nome da editora, seguido de vírgula;

    • ano da publicação, seguido de vírgula;

    • página(s) onde se encontra o texto com a abreviatura p., seguida pelos números: p. XX-XX.

    • Ex: MAGRIS, C. È pensabile il romanzo senza il mondo moderno? In: MORETTI, F. (org.). Il romanzo. Vol.1. La cultura del romanzo. Torino: Einaudi, 2001, p. 322-334.

  • C. ARTIGOS EM PERIÓDICOS:

    • Indicação do(s) autor(es), com sobrenome(s) em caixa alta, vírgula e iniciais do(s) nome(s), seguidas de ponto final;

    • título do artigo em redondo, seguido de ponto final;

    • título do Periódico (em itálico), seguido por vírgula;

    • número da publicação ou data e volume, se houver;

    • ano de publicação;

    • números das páginas onde se encontra o artigo seguido de vírgula;

    • se houver, indicar o DOI do artigo.

  • D. MONOGRAFIAS, DISSERTAÇÕES E TESES:

    • Indicação do autor, com sobrenome em caixa alta, vírgula e iniciais do nome, seguidas de ponto final;

    • título em itálico, seguido de dois pontos, subtítulo em redondo (se houver);

    • tipo de trabalho (nível e área de concentração);

    • nome da Faculdade, nome da Universidade, cidade;

    • número de folhas e/ou volumes;

    • ano da defesa;

    • link para a versão online, se houver.

  • E. PUBLICAÇÕES ONLINE: 

    • Indicação do autor, com sobrenome em caixa alta, vírgula e iniciais do nome, seguidas de ponto final;

    • título do documento, seguido de “In” e dois pontos; 

    • título do site, seguido por “Disponível em”, dois pontos, endereço eletrônico e ponto final; “Acesso em”, com dois pontos, dia, mês abreviado e ano.

  • F. FILMES E MATERIAL ICONOGRÁFICO 

  • Filmes:

    • Indicação do(s) diretor(es) e/ou produtor(es), com sobrenome em caixa alta, vírgula e iniciais do nome, seguidas de ponto final;

    • título do filme em itálico, seguido pelo país de origem da produção, empresa de produção ou distribuição do filme;

    • ano de produção; 

    • suporte (VHS ou DVD) e tempo de duração.

    Ex.: MARTONE, M. (diretor). Il giovane favoloso. Itália: Palomar e Rai Cinema, 2014 (DVD) (137 minutos).

    Pinturas, fotos, gravuras, desenhos etc.:

    • Indicação do(s) autor(es), com sobrenome em caixa alta, vírgula e iniciais do nome, seguidas de ponto final;

    • título [quando não existir título, atribuir um ou indicar sem título, entre colchetes]; 

    • data da obra;

    • especificação do suporte;

    • havendo mais dados, podem ser acrescentados para melhor identificação do material.

    Discos:

    • Título da obra (primeira palavra em maiúsculas);

    • responsável ou responsáveis pela autoria (compositor, intérprete, nome do artista ou do grupo);

    • local e nome da gravadora;

    • ano de lançamento;

    • suporte (indicar se se trata de CD ou vinil) e duração.

  • G. ANEXOS

  • Devem ser colocados após as referências, precedidos da palavra Anexo, sem adentramento e sem numeração. No caso de mais de um anexo, eles devem ser seguidos de letras maiúsculas consecutivas (ex: Anexo A, Anexo B etc.).

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.