A origem da Mulher-Maravilha em Novos 52: do pó vieste?

Autores

  • Daniela Domingues Marino Universidade Metropolitana de Santos (Unimes)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2018.146379

Resumo

A origem da heroína mais icônica da cultura pop é recontada para que sua ascendência divina seja explorada. Na série Novos 52, de Brian Azzerello e Cloff Chiang, a Mulher-Maravilha se aproxima da mitologia grega, remetendo às considerações de Umberto Eco sobre o poder dos mitos no contexto atual. Assim, por meio dos produtos de cultura pop como os quadrinhos, podemos refletir sobre o contexto onde são produzidos e concluir que há motivos para crer que a origem divina da Mulher-Maravilha possa nos contar mais sobre nós mesmos do que imaginamos.

Biografia do Autor

Daniela Domingues Marino, Universidade Metropolitana de Santos (Unimes)

Graduada em Letras pela Unimes. Mestre em Comunicação na ECA/ USP

Apresentou o artigo - Sandman e Literatura - no 12º CONIC e publicou o mesmo artigo em site especializado em HQs: http://quadro-a-quadro.blog.br/?p=21081

Participante do 2º Jornadas Internacionais de HQs com o artigo - Sandman e Mitologia Grega

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

MARINO, D. D. A origem da Mulher-Maravilha em Novos 52: do pó vieste?. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 8, 2018. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2018.146379. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/146379. Acesso em: 3 fev. 2023.