As Cirandas para piano de Villa-Lobos

do universo cultural infantil a obras consagradas do repertório para piano

Autores

  • Daniel Junqueira Tarquinio Universidade de Brasilia - UnB

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2019.156852

Palavras-chave:

Villa-Lobos, Cirandas para piano, B. Asafiev, Teoria da Entonação

Resumo

Neste trabalho busca-se entender o tratamento dado por Villa-Lobos às melodias do cancioneiro infantil utilizadas nas Cirandas Terezinha de Jesus, Xô xô passarinho e Fui no Tororó, através análises entonacionais das melodias homônimas arranjadas no Guia Prático e também das próprias Cirandas. Essas análises são fundamentadas nos conceitos do musicólogo russo B. Asafiev e permitiram entender o universo cultural e histórico relacionado a essas três peças, que integram o conjunto de 16 Cirandas, obra importante no repertório para piano do século XX

Referências

ABREU, M.; GUEDES, Z. R. O piano na música brasileira. Porto Alegre: Movimento, 1992.

ANDRADE, M. Música, doce Música. São Paulo: Martins Fontes; Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1976.

ASAFIEV, B. V. Musykalnaia Forma kak Protsess. Leningrad: Musika, 1971.

Beethoven, L. v. Concerto para piano e orquestra nº 3 em Dó menor opus 37. Leipzig: Peters. edition. Partitura Disponível em
http://conquest.imslp.info/files/imglnks/usimg/d/de/IMSLP273097-SIBLEY1802.26609.e481-39087032502298score.pdf . Acessado em 10/04/2019
BENT, I. POPLE, A. Analysis . In: SADIE, Stanley (Ed.). The New Grove dictionary of music and musicians. v. 1. London: Macmillan, 2001. p. 526-589. Disponível em:
<http://www.oxfordmusiconline.com/subscriber/article/grove/music/41862pg1?q=ana
lysis&search=quick&pos=4&_start=1#firsthit>. Acesso em 19 dez. 2011.
CHERNAVSKY, A. Um maestro no gabinete; música e política no tempo de H. Villa-Lobos. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas, 2003.
CHIANTORE, L. História de La Técnica Pianística. Madrid: Alianza Editorial, 2004.
DAHLET, V. A entonação no dialogismo bakhtiano (p. 263-279). In: Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. BRAIT B. (org.). Campinas: Editora da Unicamp, 1997.
KHOLOPOVA, V. The Intonational Nature of Music. Artigo em Muzyka kak vid iskusstva, São Petersburgo, 2000. Disponível em: <http://www.kholopova.ru/bibeng1.html>. Acesso em: 17 jul. 2011.
LAGO, M. A. C., BARBOSA, S. Introdução. In: VILLA-LOBOS, H. Guia prático. 1° Volume, Separata. Rio de Janeiro: Funarte, Academia de Braseira de Música, 2009. p.17-44
________________________. Notas Editoriais. In: VILLA-LOBOS, H. Guia prático. 1° Volume, 2º Caderno. Rio de Janeiro: Funarte, Academia de Braseira de Música, 2009. p. 115-130
MELO, V. Folclore Infantil. Rio de Janeiro: Livraria Editora Cátedra. Brasília: INL, 1981.
SALLES, P. T. Villa-Lobos: Processos Composicionais. Campinas: Editora da Unicamp, 2009.
TARASTI, E. A Theory of Musical Semiotcs. Bloomington and Indianapolis: Indiana University Press, 1994.
VETROMILLA. M. H. M. C. Ciranda n° 7 de Villa-Lobos: Estudo da relação do texto musical e o enredo implícito da cantiga folclórica utilizada. Dissertação de Mestrado, UNIRIO. Rio de Janeiro: 2010.
VILLA-LOBOS, H. Cirandas. Rio de Janeiro: Arthur Napoleão, 1968. Partitura. Cópia Digital, disponível em http://imslp.org/wiki/As Cirandas,_W220_(Villa-Lobos,_Heitor).
________________. Guia prático. 1° Volume, 1° Caderno. Rio de Janeiro: Funarte, Academia de Brasileira de Música, 2009.
_______________. Guia prático. 1° Volume, 2° Caderno. Rio de Janeiro: Funarte, Academia de Brasileira de Música, 2009.

Downloads

Publicado

2019-11-01

Como Citar

TARQUINIO, D. J. As Cirandas para piano de Villa-Lobos: do universo cultural infantil a obras consagradas do repertório para piano. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 10, p. 58-85, 2019. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2019.156852. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/156852. Acesso em: 15 maio. 2021.