Formação de leitores literários na Amazônia brasileira: da escuta à leitura silenciosa

Autores

  • Andreia dos Santos Oliveira Instituto Federal de Rondônia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.168081

Palavras-chave:

Projeto de extensão, Formação de leitores, Escuta, Leitura silenciosa

Resumo

Por compreender a leitura como direito fundamental da humanidade, tenho desenvolvido projetos que garantam o acesso de crianças aos textos literários. O artigo em tela objetiva relatar duas dessas ações extensionistas desenvolvidas em dois projetos de leitura, cujo objetivo central foi contribuir com a formação de leitores literários em duas cidades do estado de Rondônia, Amazônia brasileira. As ações ocorreram a partir
da problematização: Como garantir o acesso aos textos literários ao maior número possível de crianças fora do ambiente escolar? Para isso, recorri à leitura de autores cujos argumentos se dão em defesa da necessidade do contato das crianças pequenas com o texto literário, a exemplo de Candido (2004), Bajard (1994, 2014), Arena e Arena (2015), Lima e Girotto (2015), Petit (2010), entre outros. Em seguida, elaborei e desenvolvi duas ações extensionistas. Os resultados apontam a importância de mediadores de leitura promovendo a interação entre a criança e o livro, por meio da escuta e da leitura silenciosa.

Biografia do Autor

  • Andreia dos Santos Oliveira, Instituto Federal de Rondônia

    Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, campus
    Marília. Professora de Língua Portuguesa do Instituto Federal de Rondônia.

Referências

ABRAMOVICH, Fanny. Literatura Infantil: gostosuras e bobices. 5.ed. São Paulo: Scipione, 2003.

ARENA, Dagoberto Buim. Para Ensinar a Ler: Práticas e Tendências. In: MIGUEL, José Carlos; REIS, Martha. Formação Docente- Perspectivas teóricas e práticas pedagógicas. Marília: Oficina Universitária. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, p. 135-154.

ARENA, Adriana Pastorello Buim; ARENA, Dagoberto Buim. Pais e filhos em dois livros franceses de Literatura Infantil. In Educação, 38 (3): p. 456-465, set.-dez. 2015.

BAJARD, Elie. Ler e dizer. Compreensão do texto escrito. São Paulo: Cortez, 1994.

BAJARD, Elie. Da escuta de textos à leitura. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2014.

CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: Vários Escritos. Rio de Janeiro: Duas Cidades, 2004.

JOLIBET, Josette et al. Além dos muros da escola: A escrita como ponte entre alunos e comunidade. Tradução de: Ana Maria Netto Machado. Porto Alegre: Artmed, 2006.

LIMA, Elieuza Aparecida; GIROTTO, Cyntia Graziela Guizelim Simões. Leitura e Literatura Infantil: Organização de Espaços, Acervos e Materiais na escola. In: MIGUEL, José Carlos; REIS, Martha. Formação Docente- Perspectivas teóricas e práticas pedagógicas. Marília: Oficina Universitária. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, p. 47-66.

MACHADO, Regina. Acordais: Fundamentos teóricos poéticos da arte de contar histórias. São Paulo: DCL, 2004.

OLIVEIRA, Andreia dos Santos. Encantamento com a literatura infantil: Contribuições à pratica pedagógica para a formação de leitores. 2015. 165f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar)-Universidade Federal de Rondônia, Rondônia, 2015.

PÉTIT, Michelle. Leituras: do espaço íntimo ao público. Tradução: Celina Olga de Souza. São Paulo: Editora 34, 2013

SISTO, Celso; MOTOYAMA, Juliane. A narração de histórias na infância: Técnicas e Interação. In: GIROTTO, Cyntia Graziella Guizelim Simões; SOUZA, Renata Junqueira (Org.). Literatura e Educação Infantil: Para ler, contar e encantar. Campinas: Mercado das Letras, 2016, p. 111-138.

Downloads

Publicado

2021-12-07

Como Citar

OLIVEIRA, Andreia dos Santos. Formação de leitores literários na Amazônia brasileira: da escuta à leitura silenciosa. Literartes, São Paulo, Brasil, v. 1, n. 14, p. 118–133, 2021. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.168081. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/168081.. Acesso em: 15 jun. 2024.