Um estudo acerca dos efeitos e das contribuições do trabalho com práticas teatrais para a formação de leitores literários

Autores

  • Fabiana Giovani Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC
  • Fernanda Cavalheiro Granato Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.171500

Palavras-chave:

formação de leitores, práticas teatrais, leitores literários

Resumo

O artigo tem por intuito apresentar os resultados de uma experimentação didática associada diretamente a criação e resgate de leitores literários. A proposta baseou-se nas práticas teatrais dentro da sala de aula como incentivo e fomento à leitura que cada vez mais encontram-se esquecidas pelas novas gerações. Em busca de uma amplitude que gerasse maior consistência ao trabalho, buscou-se referências em  Zilberman (2003), Colomer (2007) e Silva (2009). As análises de cunho qualitativo nos mostraram a necessidade de os professores conhecerem o acervo da biblioteca das escolas e a importância de entenderem como se dá o processo de formação de leitores, visto que, muitos alunos não se consideram leitores pelo fato de não lerem textos literários.

Biografia do Autor

Fabiana Giovani, Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC

Professora adjunta da Universidade Federal de Santa Catarina.

Fernanda Cavalheiro Granato, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)

Mestranda no programa de Metrado Profissional em Ensino de Línguas 

Referências

Abril. Teatro Vivo: introdução e história. São Paulo: Abril Cultural, 1976.

COLOMER, Teresa. [tradução Laura Sandroni] Andar entre livros: a leitura literária na escola. São Paulo: Global, 2007.

D’Avila Et. All. Do mundo da teoria para os efeitos da teoria no mundo: diálogos entre forma(n)dos em perspectiva. In: ALVAREZ, I. M. J. GIOVANI. F. (Orgs.) Embates dialógicos nas formações inicial e continuada: significando práticas e constituindo olhares. São Paulo: Pedro e João Editores, 2013.

DÓRIA, Lílian Maria Fleury Teixeira. Linguagem do teatro brasileiro. Curitiba: InterSaberes, 2012.

HUTCHEON, Linda. Uma teoria da adaptação. Tradução, André Cechinel. 2.ed. Florianópolis. Ed. Da UFSC, 2013.

KOUDELA, Ingrid. Jogos teatrais. São Paulo: Perspectiva, 2006.

MAGALDI, Sábato. Panorama do teatro brasileiro. 6. ed. São Paulo: Global, 2004.

MARLI ANDRÉ. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. In: Cadernos de pesquisa, n. 113, p. 51 – 64. Julho, 2001. Disponível em: < http://nead.uesc.br/arquivos/Biologia/modulo_7_bloco_1/tcc/texto_2_pesquisa_em_educacao_buscando_rigor_e_qualidade.pdf> acesso em julho de 2018.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. São Paulo: Editora Perspectiva, 2008.

PEIXOTO, Fernando. O que é teatro? (Coleção Primeiros Passos) São Paulo: Brasiliense, 2006.

REVERBEL, Olga. Jogos teatrais na escola: Atividades globais de expressão. São Paulo: Scipione, 2002.

REVERBEL, Olga. Teatro na sala de aula. Rio de Janeiro: José Olympio, 1978.

SILVA, Vera Maria. Leitura literária & outras leituras: impasses e alternativas no trabalho do professor. Belo Horizonte: RHJ, 2009.

SPOLIN, Viola. [tradução Ingrid Koudela] Jogos teatrais na sala de aula: um manual para o professor. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2015.

ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. 11. ed. São Paulo: Global, 2003.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

GIOVANI, F.; GRANATO, F. C. Um estudo acerca dos efeitos e das contribuições do trabalho com práticas teatrais para a formação de leitores literários. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 13, p. 83-102, 2020. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.171500. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/171500. Acesso em: 30 nov. 2021.