Perfil tensivo e estratégias de construção da tensão em “O barril de Amontillado”, de Edgar Allan Poe

Autores

  • Dayane Celestino de Almeida Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.185121

Palavras-chave:

Contos de horror, Tensão, Semiótica tensiva, Semiótica da literatura

Resumo

A leitura de textos de terror/horror costuma fazer emergir comentários em torno da “tensão” que emana desses textos. Mas o que é a esta tensão em um texto? Ou melhor: por meio de que mecanismos, se constrói a tensão dentro de uma obra? É possível reconhecer um percurso, um “esqueleto” tensivo, com momentos de atenuação ou exacerbação da tensão, por trás de um texto? Este artigo procura responder a essas perguntas a partir da análise do conto “O barril de Amontillado”, de Edgar Allan Poe, tomando como base teórico-metodológica a semiótica tensiva.

Biografia do Autor

Dayane Celestino de Almeida, Universidade Estadual de Campinas

Professora Doutora no Instituto de Estudos da Linguagem – Unicamp

Referências

ALMEIDA, D. C. (2021). Semiótica francesa: panorama e possibilidades na Linguística Aplicada. In: Lima, É. (org.). Linguística Aplicada na Unicamp: travessias e perspectivas. Canal 6, no prelo.

BERTRAND, D. (2003). Caminhos da semiótica literária. Bauru, SP: Edusc.

BARROS, D. L. P. (2003a). Teoria semiótica do texto. São Paulo: Ática.

BARROS, D. L. P. (2003b). Estudos do discurso. In: Fiorin, J. L. (org). Introdução à Linguística, vol. II: princípios de análise. 2a. ed. São Paulo: Contexto.

BORGES-FILHO, O. (2009). Uma leitura semiótica do espaço: o barril de amontillado. CASA: Cadernos de semiótica aplicada, vol.7 n.1. p. 1-15.

CARROLL, N. (1990). The philosophy of horror or paradoxes of heart. New York: Routledge.

FIORIN, J. (2005). As astúcias da enunciação. São Paulo: Ática.

GREIMAS, A. J. (1966). Sémantique structurale: recherche de méthode. Paris: Larousse.

GREIMAS, A. J. (1970). Du sens. Essais de sémiotiques. Paris: Du Seuil.

GREIMAS, A. J. ; COURTÉS, J. (1979). Sémiotique: dictionnaire raisonné de la théorie du langage. Paris: Hachette.

HJELMSLEV, L. (2005). Prolegômenos a uma teoria da linguagem. São Paulo: Perspectiva.

KING, S. (2017). O Iluminado. São Paulo: Suma [1977].

KING, S. (2014). Doutor Sono. São Paulo: Suma [2013].

LISBOA, V. (2016). Efeitos sensíveis na percepção das veridicções: uma leitura tensiva das modalidades veridictórias a partir da análise semiótica da HQ Watchmen. Dissertação (Programa de Pós-graduação em Estudos de Linguagem) - Universidade Federal Fluminense.

MANCINI, R. (2020). A tradução enquanto processo. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 40, n. 3, p. 14-33.

NESTAREZ, O. (2019). Edgar Allan Poe: o mestre que foi o arquiteto do horror. Terra Treva. 26 de nov. de 2019. Disponível em <https://www.terratreva.com/post/escreva-seu-blog-pelo-desktop-e-pelo-mobile>. Acesso em 21/04/2021.

POE, E. A. (1946). The cask of Amontillado. Disponível em <https://www.ibiblio.org/ebooks/Poe/Amontillado.pdf>. Acesso em 10/04/2021.

POE, E. A. (1984). Edgar Allan Poe: essays and reviews. New York: Library of America.

POE, E. A. (2017). O barril de Amontillado. Histórias extraordinárias. Tradução de José Paulo Paes. São Paulo: Companhia das Letras. p.143-154.

POE, E. A. (2019). A filosofia da composição. O Corvo. Tradução de Paulo Henriques Britto. São Paulo: Cia das Letras. p. 57-74.

PROPP, V. (1984). Morfologia do conto maravilhoso. Rio de Janeiro: Forense Universitária. [1928].

SAUSSURE, F. (2002). Curso de Lingüística Geral. São Paulo: Cultrix [1916].

TATIT, L. (2001). Análise semiótica através das letras. São Paulo: Ateliê Editorial.

TATIT, L. (2019). Passos da semiótica tensiva. Cotia, SP: Ateliê.

TERRA, E. (2017). O acontecimento e o mal em “O barril de amontillado”, de Edgar Allan Poe. Acta Semiótica et Lingvistica, v. 21, p. 2-13.

ZILBERBERG, C. (2006a). Síntese da gramática tensiva. Revista Significação. Eca. USP, n. 25.

ZILBERBERG, C. (2006b). Razão e poética do sentido. São Paulo: Edusp.

ZILBERBERG, C. (2012). La structure tensive. Liège: Presses universitaires de Liège.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Como Citar

ALMEIDA, D. C. de. Perfil tensivo e estratégias de construção da tensão em “O barril de Amontillado”, de Edgar Allan Poe. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 15, p. 26-47, 2021. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.185121. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/185121. Acesso em: 5 dez. 2022.