Noite e linguagem na criação artística e literária

Autores

  • Beatriz Alves de Abreu Mancuso Brotto Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2015.90640

Palavras-chave:

literatura, linguagem, artes, criação

Resumo

Por meio do conceito heideggeriano do “sendo” da obra e do embate entre Mundo/ Terra, e dos escritos de Hannah Arendt sobre o intelecto que deseja apreender o que é dado aos sentidos, este artigo se propõe a analisar poemas, citações de quadros e músicas criados sob a égide do ambiente noturno, com o propósito de estabelecer o vínculo entre a noite, a linguagem e os ânimos humanos.

Biografia do Autor

  • Beatriz Alves de Abreu Mancuso Brotto, Universidade Federal de Santa Catarina
    Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho - Unesp; Mestranda em literatura, linha de pesquisa poesia e aisthesis pela Universidade Federal de Santa Catarina e membro do Nucleo de Estudos Literários e Culturais - NELIC. Bolsista CNPq.

Referências

ANJOS, A. dos. Eu e outras poesias. Porto Alegre: L&PM, 2011.

ARTAUD, A. Van Gogh. O suicidado pela sociedade. Trad. Ferreira Gullar. Rio de Janeiro: José Olympio, s/d.

ARENDT, H. A vida do espírito: o pensar, o querer, o julgar. Trad. Cesar Augusto R. de Almeida, Antônio Abranches e Helena Franco Martins. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

CAPRONI, G. A coisa perdida: Agambem comenta Caproni. Trad. Aurora Fornoni Bernardini. Florianópolis: UFSC, 2011.

HEIDEGGER, M. A origem da obra de arte. Trad. Idalina Azevedo e Manuel Antônio Castro. São Paulo: Edições 70, 2010.

HEIDEGGER, M. Conferências e escritos filosóficos. Trad. Ernildo Stein. São Paulo. Abril Cultural, 1979.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Trad. e org. Fausto Castilho. Campinas, SP: Unicamp/ Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

DIDI-HUBERMAN, G. O que vemos, o que nos olha. Trad. Paulo Neves. São Paulo: Editora 34, 1998.

MEIRELES, C. Antologia poética. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

NETO, J. Cabral de Melo. Melhores poemas João Cabral de Melo Neto. Seleção e prefácio Antonio Carlos Secchin. São Paulo: Global, 2010.

PESSOA, F. Poemas de Álvaro de Campos: obra poética IV. Org. e introd. Jane Tutikian. Porto Alegre: L&PM, 2011.

RICOUER, P. História e verdade. Trad. F. A. Ribeiro. Rio de Janeiro: Forense 1968.

SCHAFER, R. Murray. O ouvido pensante. Trad. Marisa Trench de O. Fonterrada, Magda R. Gomes da Silva, Maria Lúcia Pascoal. São Paulo: Unesp, 1991.

Downloads

Publicado

2015-12-29

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

BROTTO, Beatriz Alves de Abreu Mancuso. Noite e linguagem na criação artística e literária. Literartes, São Paulo, Brasil, n. 4, p. 164–178, 2015. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2015.90640. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/90640.. Acesso em: 29 maio. 2024.