Do contexto ao texto: a idealização da obra Júlia e sua sombra de menino

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2015.96723

Palavras-chave:

Christian Bruel, literatura infantil e juvenil na França, identidade de gênero

Resumo

As obras publicadas por Christian Bruel, fundador da editora Le sourire qui mord, são consideradas um marco na produção de livros destinados a crianças e jovens na França. O objetivo deste artigo é analisar a primeira obra publicada pelo grupo de intelectuais liderados pelo editor, Histoire de Julie qui avait une ombre de garçon, que na edição brasileira recebeu o título A história de Júlia e sua sombra de menino.

Biografia do Autor

Maria Viana, Universidade de São Paulo

Mestre em Culturas e Identidades Brasileiras pelo Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (USP) e Bacharel em Letras (Português/Francês) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. É editora, tradutora e escritora de livros de literatura e didáticos de História do Brasil.

Referências

COHAN, Sergio; PIMENTA, Heyk (Orgs.) Maio de 68. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008.

HOINVILLE, Caroline. Les albums pour enfants des maisons d’ édition. Des femmes et Le Sourire qui mord 1975–1995. Master 1. Université Lumière Lyon, 2 août 2007. Disponível em: http://www.enssib.fr/bibliotheque-numerique/document-1830. Acesso em 15 mar. 2015.

KURLANSKY, Mark, 1968. O ano que abalou o mundo. Rio de Janeiro: José Olympio, 2005.

NUNES, César; SILVA, Edna. A educação sexual da criança. Campinas: Autores Associados, 2006.

Downloads

Publicado

2015-12-29

Como Citar

VIANA, M. Do contexto ao texto: a idealização da obra Júlia e sua sombra de menino. Literartes, [S. l.], n. 4, p. 140-150, 2015. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2015.96723. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/96723. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos