Ser e não ser: o eu e o mundo em Minha luta, de Karl Ove Knausgård

Autores

  • Camilo Gomide Cavalcanti Silva Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1769.mag.2023.207204

Palavras-chave:

Karl Ove Knausgård, Minha luta, Escrita de si, Realismo

Resumo

Este artigo discute os pressupostos teóricos que fundamentam o projeto estético da série de romances autobiográficos Minha luta, do norueguês Karl Ove Knausgård. Na obra, o autor lança mão da escrita de si como forma de superar um sentimento de esgotamento da ficção e de recuperar uma percepção de veracidade em sua própria literatura. Ao escrever sobre a própria vida copiosamente (a série tem ao todo 3.704 páginas, divididas em seis volumes), tentando ser fiel à própria história, Knausgård resgata um sentido de autenticidade formulado por Rousseau em suas Confissões e recria efeitos de realidade ao misturar autobiografia à forma romanesca.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camilo Gomide Cavalcanti Silva, Universidade de São Paulo - USP

Camilo Gomide desenvolve trabalho de doutorado sobre as relações entre realidade e ficção na escrita de si, com foco na obra do escritor norueguês Karl Ove Knausgård, no Programa de Teoria Literária e Literatura Comparada da USP. Ensaio apresentado à disciplina Aspectos da Relação entre Narrativa e Memória na Contemporaneidade, ministrada pela professora Andrea Saad Hossne, no primeiro semestre de 2019.

Referências

DOUBROVSKY, Serge. “O último eu”. In: Ensaios sobre a autoficção. NORONHA, Jovita Maria Gerheim (Org.). Trad. Jovita Maria Gerheim Noronha e Maria Inês Coimbra Guedes. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014, p. 111-125.

FAEDRICH, Anna. Autoficção: um percurso teórico. Criação E Crítica. São Paulo, n. 17, p. 30-46, dez. 2016. Disponível na internet.

FUKS, Julián. “A era da pós-ficção: notas sobre a insuficiência da fabulação no romance contemporâneo”. In: Ética e pós-verdade. DUNKER, Christian et al. Porto Alegre: Dublinense, 2017, p. 73-94.

KNAUSGÅRD, Karl Ove. A morte do pai: minha luta 1. Trad. Leonardo Pinto Silva. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

KNAUSGÅRD, Karl Ove. Um outro amor: minha luta 2. Trad. Guilherme da Silva Braga. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

KNAUSGÅRD, Karl Ove. Karl Ove Knausgaard: the shame of writing about myself. The Guardian. Londres, 26 fev. 2016. Disponível na internet.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. “O realismo de novo”. In: Ficção brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009, p. 53-103.

STAROBINSKI, Jean. “Os problemas da autobiografia”. In: Jean-Jacques Rousseau: A transparência e o obstáculo. Trad. Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1991, p. 246-273.

Downloads

Publicado

2023-01-26

Como Citar

Silva, C. G. C. . (2023). Ser e não ser: o eu e o mundo em Minha luta, de Karl Ove Knausgård. Magma, 28(17), 19-33. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1769.mag.2023.207204

Edição

Seção

Ensaios de Curso