Redes sociais na aula de alemão como língua estrangeira em contexto escolar: introdução teórica e relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/1982-88372547260

Palavras-chave:

Alemão como língua estrangeira, Redes sociais, Instagram, Aprendizagem baseada em tarefas

Resumo

O artigo visa a apresentar a experiência com o trabalho “Projekt Deutsch lernen mit Instagram” conduzido com duas turmas do 1º ano do ensino médio no Colégio Cruzeiro (Rio de Janeiro) no primeiro semestre de 2021. O projeto, que consistiu na elaboração e manutenção de perfis do Instagram feitos por e para aprendizes de alemão, teve como objetivo principal reavivar o interesse dos alunos e alunas, cuja motivação encontrava-se seriamente comprometida em decorrência das limitações impostas pela pandemia do Covid-19. Adicionalmente à descrição das fases do projeto e à reflexão sobre os resultados obtidos, serão aqui brevemente discutidas as possibilidades e potenciais desafios do uso de redes sociais em aula de língua estrangeira conforme as pesquisas de Lomicka & Lord (2016) e Würffel (2020) que embasaram a idealização do projeto.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

BARROT, J. S. Social media as a language learning environment: a systematic review of the literature (2008-2019). In: Computer assisted language learning, 2021. Disponível em https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/09588221.2021.1883673?scroll=top&needAccess=true (03/06/2022).

BZUNECK, J. A. Como motivar alunos: sugestões práticas. In: BORUCHOVITCH, E; BZUNECK, J. A. et al. Motivação para aprender. Petrópolis: Vozes, 2010.

CASTRO, M. H. G. Educação híbrida: renovar o velho processo escolar. [Entrevista concedida a] Paulo de Camargo. Revista educação, n. 276, 18-23, 2021.

ENDE, K; GROTJAHN, R. et al. Modelle für die Unterrichtsgestaltung. In: ENDE, K; GROTJAHN, R. et al, Curriculare Vorgaben und Unterrichtsplanung. Munique: Klett-Langenscheidt, 2013.

FINI, M. I. Educação híbrida: renovar o velho processo escolar. [Entrevista concedida a] Paulo de Camargo. Revista educação, n. 276, 18-23, 2021.

FREITAS, M. C. D., ALMEIDA, M. G. Docentes e discentes na sociedade da informação (A escola no Século XXI; v.2). Rio de Janeiro: Brasport, 2012.

LOMICKA, L; LORD, G. Social networking and language learning. In: FARR, F; MURRAY, L. The Routledge handbook of language learning and technology. Nova Iorque: Routledge, 2016.

LUCKESI, C. C. Segunda constatação: razões da resistência a transitar do ato de examinar para o de avaliar. In: LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem: componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2011.

MOYZÉS, M. E. F. et al. In diesem Beitrag erfährst du mehr über Abfallreduzierung in Deutschland und wie du dazu beitragen kannst. Rio de Janeiro, 2021. Instagram: @deutschtipps_ccc. Disponível em: https://www. https://www.instagram.com/p/CQPTCmuMIik/ (29/12/2021).

NAKANO, T. A. A criatividade pode ser medida? Reflexões sobre métodos utilizados e questões envolvidas. Arquivos brasileiros de psicologia, v. 70, n. 1, 128-145, 2018. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672018000100010&lng=pt&nrm=iso (06/04/2021).

NOGUEIRA, N. R. Pedagogia dos projetos. São Paulo: Érica, 2005.

NUNAN, D. Designing tasks for the communicative classroom. Cambridge: Cambridge University Press, 1989.

NUNAN, D. Task-Based Language Teaching. Cambridge: Cambridge University Press, 2004

PAULO, A; GOULART, I. Letramento digital: o professor alfabetizador no contexto das tecnologias digitais. In: ELIEZER et al. A educação em tempos de pandemia. Belo Horizonte: Dialética, 2020.

SAURO, S.; ZOUROU K. Call for papers for CALL in the digital wilds. Language learning and technology, v. 23, n. 1, p. 186.

SCOFANO, V. F.; AGUIAR, D. R.; OLIVA, E. L. Deutsch lernen am besten. Rio de Janeiro, 2021. Instagram: @immer.deutsch_lernen. Disponível em: https://www. https://www.instagram.com/p/CQHNtqOpOrM/ (29/12/2021)

SHAMS, S. Efficacy of online social networks on language teaching: a Bangladeshi perspective. IAFOR Journal of Education, v. 2, n. 2, 117-147, 2014.

SILVA, R. M. S. S.; CAMARA, A. L. C. A. Cadê a galera que faz isso? Ahaha. Rio de Janeiro, 2020. Instagram: @deutschparabrasileiros. Disponível em: https://www.instagram.com/p/CESqupGpCCk/ (29/10/2021).

SOUZA, V. V. S. Letramento digital e formação de professores. Revista Língua Escrita, n. 2, p. 55-69, dez. 2007.

THONHAUSER, I. Was ist neu an den Aufgaben im aufgabenorientierten Fremdsprachenunterricht? Einige Überlegungen und Beobachtungen. Babylonia: revue pour l'enseignement et l'apprentissage des langues, v. 3, 8-16, 2010.

TRAUB, S. Projektarbeit erfolgreich gestalten. Bad Heilbrunn: Julius Klinkhardt, 2012

WÜRFFEL, N. Soziale Medien im Deutsch-als-Fremdsprache-Unterricht: Potenziale und Herausforderungen. In: MARX, K; LOBIN, H. et al. Deutsch in Sozialen Medien: Interaktiv – multimodal – vielfältig. Berlin: De Gruyter, 2020.

Downloads

Publicado

2022-07-12

Edição

Seção

Dossiê: Ensino remoto de língua alemã - sobre aprendizagens e perspectivas

Como Citar

PEREZ, Gabriel Mendes Hernandez. Redes sociais na aula de alemão como língua estrangeira em contexto escolar: introdução teórica e relato de experiência. Pandaemonium Germanicum, São Paulo, Brasil, v. 25, n. 47, 2022. DOI: 10.11606/1982-88372547260. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/pg/article/view/199780.. Acesso em: 18 maio. 2024.