Cooperação e trânsito entre as ditaduras argentina e brasileira: o registro de pessoas refugiadas argentinas exiladas no Brasil (1977 – 1979)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2020.171266

Palavras-chave:

Ditadura Civil-Militar, Redes de Cooperação e Repressão, Refugiados argentinos, Exílio no Brasil, Arquivos da Repressão

Resumo

 

Resumo: O artigo objetiva analisar os registros dos órgãos de segurança sobre as pessoas refugiadas argentinas que fugiam em direção a seu exílio no Brasil durante o período que compreende os anos de 1977 e 1979. A pesquisa utiliza como fonte o material produzido pelo grupo de trabalho formado durante a ditadura militar brasileira pelos ministérios das Relações Exteriores e da Justiça, órgãos de informação das forças armadas (CIE, CENIMAR, CISA); e informes do ACNUR que definiam possíveis países de acolhimento para exílio. Analisa-se a documentação como parte constituinte dos “arquivos da repressão”. Abordam-se as redes de cooperação e trânsito entre as ditaduras como responsáveis pela forma de tratamento aos refugiados, e depois exilados, vindos de sociedades que enfrentavam governos ditatoriais. Foram ações determinantes para a política de mobilidade forçada. Discute-se a política sobre a fronteira, apresentando a forma como ocorria o controle de pessoas que transitavam da Argentina para o Brasil, e a recusa de acolhimento de refugiados como uma prática governamental que refletia os interesses das ditaduras. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Kosiak, Universidade Federal do Paraná

Mestre em História pela Universidade Federal do Paraná. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Direito (Mestrado Profissional) da Universidade Positivo (UP). E-mail: anac.kosiak@gmail.com

Marcos Gonçalves, Universidade Federal do Paraná

Doutor em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da UFPR.  E-mail: paideia_mg@yahoo.com.br 

Referências

BAUER, Caroline Silveira; GERTZ, René E. Arquivos de regimes repressivos: fontes sensíveis da história recente. In: PINSKY, Carla Bassanezi; DE LUCA, Tania Regina (org.). O historiador e suas fontes. São Paulo: Contexto, 2009.

BORGES, Rodolfo. Documento da CIA relata que cúpula do Governo militar brasileiro autorizou execuções. El País B.rasil, 10.05.2018 Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/05/10/politica/1525976675_975787.html . Acesso em: 21.09.2020.

FRANCO, Marina. El exilio: argentinos en Francia durante la dictadura. Buenos Aires: Siglo XXI Editores, 2008.

GONÇALVES, Marcos. Indesejáveis hermanos. Os refugiados argentinos e o sistema de informações da ditadura brasileira. Hib – Revista de Historia Iberoamericana, Santiago de Chile, 2015, vol. 8, n. 2, p. 32-53. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/7043082.pdf Acesso em 24.12.2020. DOI: 10.3232/HIB.2015.V8.N2.02 Acesso em: 19.06.2020.

JENSEN, Silvina. Exilio e Historia Reciente. Avances y perspectivas de un campo en construcción. In: Aletheia, vol. 1, número 02.05.2011. Bahía Blanca, Argentina, 2011. Disponível em: http://aletheiaold.fahce.unlp.edu.ar/numeros/numero-2/no2-en-pdf/Jensen-%20OK.pdf . Acesso em: 19 de junho de 2020.

MARMONTEL, Leonardo. Operação Condor: A internacionalização do terror. Estudios Avanzados 21.06.2014: 111-136. Disponível em: http://www.revistas.usach.cl/ojs/index.php/ideas/article/download/1597/1470/ Acesso em: 19.06.2020.

MARTÍNEZ, Elda G. Buscar un refugio para recomponer la vida: el exilio argentino de los años 70. Rivista telematica di studi sulla memoria femminile, n. 11, 2009, pp. 1-15.

NOVARO, Marcos; PALERMO, Vicente. A ditadura militar argentina 1976 – 1983. Do golpe de estado à restauração democrática. São Paulo: Edusp, 2007.

PADRÓS, Enrique Serra. Repressão e violência: segurança nacional e terror de Estado nas ditaduras latino-americanas. In: FICO, Carlos; FERREIRA, Marieta de Moraes; ARAUJO, Maria Paula; QUADRAT, Samantha Viz (Org.). Ditadura e democracia na América Latina: balanço histórico e perspectivas. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008, p. 143-178.

PADRÓS, Enrique Serra; SLATMAN, Melisa. Brasil y Argentina: modelos represivos y redes de coordinación durante el último ciclo de dictaduras del Cono Sur. Estudio en clave comparativa y transnacional. In: JENSEN, S. y LASTRA, S. (ed.). Exilios: Militancia y represión. Nuevas fuentes y nuevos abordajes de los destierros de la Argentina de los años setenta. La Plata: Edulp. 2014.

RONIGER, Luis. Reflexões sobre o exílio como tema de investigação: avanços teóricos e desafios. In: QUADRAT, Samantha Viz (org.) Caminhos cruzados. História e memória dos exílios latino-americanos no século XX. Rio de Janeiro: FGV, 2011.

QUADRAT, Samantha V. Exiliados argentinos en Brasil: una situación delicada. In: JENSEN, Silvina; YANKELEVICH, Pablo. (Orgs.). Exilios: destinos y experiencias bajo la dictadura militar. Buenos Aires: Libros del Zorzal, 2007, p. 63-102.

QUADRAT, Samantha V. Da Argentina para o Brasil, de uma ditadura a outra. In: JENSEN, Silvina; YANKELEVICH, Pablo. (Org.). Caminhos cruzados. História e memória dos exílios latino-americanos no século XX. Rio de Janeiro: FGV, 2011, p. 169-204.

SETEMY, Adriana Cristina Lopes. SENTINELAS DAS FRONTEIRAS: o Itamaraty e a diplomacia brasileira na produção de informações para o combate ao inimigo comunista (1935-1966). Tese de Doutorado (341f.). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2013. Disponível em: http://objdig.ufrj.br/34/teses/805242.pdf Acesso em: 24/12/2020.

SIRINELLI, J. A geração. In: FERREIRA, Marieta de M.; AMADO, Janaína (orgs). Usos & abusos da história oral. Rio de Janeiro: FGV, 1996.

SPEKTOR, Matias. Origens e direção do Pragmatismo Ecumênico e Responsável (1974-1979). Revista Brasileira de Política Internacional, vol. 47, n. 2, p. 191-222, jul./dez. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbpi/v47n2/v47n2a07.pdf. Acesso em 18.12.2020.

SZNAJDER, Mario; RONIGER, Luis. La política del destierro y el exilio en América Latina. Ciudad de México: Fondo de Cultura Económica, 2014.

YANKELEVICH, Pablo. Exilio y dictadura. In: LIDA, Clara. et. al. Argentina, 1976. Estudios en torno al golpe de Estado. Buenos Aires: FCE, 2008.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

Kosiak, A. C., & Gonçalves, M. (2020). Cooperação e trânsito entre as ditaduras argentina e brasileira: o registro de pessoas refugiadas argentinas exiladas no Brasil (1977 – 1979). Brazilian Journal of Latin American Studies, 19(38), 121-150. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2020.171266

Edição

Seção

Artigos