Formação continuada no ensino de Paleontologia, pelo exemplo do projeto “Oficina de Paleontologia: os fósseis dentro da sala de aula”

  • Pedro Lorena Godoy University of Birmingham. School of Geography, Earth and Environmental Sciences
  • Gabriel de Souza Ferreira Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Eberhard Karls Universität Tübingen
  • Elisabete Caroline Gimenes Dassie
  • Adriana C. Morales Corrêa e Castro Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias
  • Annie Schmaltz Hsiou Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto. Departamento de Biologia
Palavras-chave: Ensino de Paleontologia. Formação Continuada. Metodologias de Ensino. Atividades Práticas em Paleontologia.

Resumo

O ensino das Ciências Naturais é essencial na formação de cidadãos como seres cientes da realidade em que vivem. No contexto da formação básica, a Paleontologia tem papel importante, dada sua natureza multidisciplinar, e seu estudo auxilia na compreensão integrada dos eventos e fenômenos que transformaram ambientes durante a história geológica do nosso planeta. Ademais, seu ensino promove a conscientização da importância dos fósseis como patrimônio público, essencial para sua preservação. Mesmo com a atual facilidade de acesso à informação, a seleção de conteúdos e práticas adequadas nem sempre é apropriada, uma vez que poucos professores têm experiência com a Paleontologia. Tendo tais desafios em mente, formulamos o projeto "Oficina de Paleontologia: os fósseis dentro da sala de aula", no formato de um curso de extensão de educação continuada, com o objetivo de fomentar o ensino elementar de qualidade em Paleontologia nas escolas. Em duas edições, diversas atividades teórico-práticas foram realizadas com professores e futuros educadores da rede escolar pública de Ribeirão Preto e Jaboticabal, possíveis multiplicadores do conhecimento científico e patrimonial dentro da sala de aula. Após o término da segunda oficina, um questionário realizado com os participantes visou avaliar o curso, criando um espaço para críticas e sugestões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Lorena Godoy, University of Birmingham. School of Geography, Earth and Environmental Sciences
doutorando pela School of Geography, Earth and Environmental Sciences, University of Birmingham.
Gabriel de Souza Ferreira, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Eberhard Karls Universität Tübingen
doutorando pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, e pela Eberhard Karls Universität Tübingen, Alemanha
Elisabete Caroline Gimenes Dassie
mestra pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.
Adriana C. Morales Corrêa e Castro, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias
professora assistente doutora da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Jaboticabal.
Annie Schmaltz Hsiou, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto. Departamento de Biologia
professora associada do Departamento de Biologia, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.
Publicado
2017-05-28
Como Citar
Godoy, P. L., Ferreira, G., Dassie, E., Castro, A., & Hsiou, A. (2017). Formação continuada no ensino de Paleontologia, pelo exemplo do projeto “Oficina de Paleontologia: os fósseis dentro da sala de aula”. Revista De Cultura E Extensão USP, 17(supl.), 11-19. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v17isupl.p11-19
Seção
Artigos