Saúde mental, interculturalidade e imigração

Autores

  • Sylvia Dantas Universidade Federal de São Paulo. Departamento de Medicina Preventiva Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i114p55-70

Palavras-chave:

imigração, saúde mental, abordagem intercultural psicodinâmica.

Resumo

Os deslocamentos e seus contatos interculturais apresentam desafios subjetivos profundos tanto para quem migra como para as sociedades que recebem os novos grupos. A imigração e refúgio demandam mudanças institucionais para as quais o país precisa se preparar. Ao lado de iniciativas exitosas de acolhimento presenciamos situações de discriminação, estigmatização e patologização por parte de uma sociedade comumente vista como hospitaleira. A partir de nossas pesquisas na USP e na Unifesp de atendimento e orientação psicológica intercultural a imigrantes, retornados e refugiados, apresentamos a formulação de um novo modelo de compreensão do fenômeno migratório, a abordagem intercultural psicodinâmica, ilustrada através de estudos de caso.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Sylvia Dantas, Universidade Federal de São Paulo. Departamento de Medicina Preventiva Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
    é professora do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordenadora do grupo Diálogos Interculturais do IEA-USP.

Downloads

Publicado

2017-09-16

Edição

Seção

Dossiê Interculturalidades

Como Citar

DANTAS, Sylvia. Saúde mental, interculturalidade e imigração. Revista USP, São Paulo, Brasil, n. 114, p. 55–70, 2017. DOI: 10.11606/issn.2316-9036.v0i114p55-70. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/142368.. Acesso em: 26 maio. 2024.