O politicamente correto e a topologia da exclusão

Autores

  • Silvana de Souza Ramos Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Filosofia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i115p41-50

Palavras-chave:

d e m o c r a c i a, liberdade de expressão, esfera pública, politicamente correto.

Resumo

O artigo pretende explorar a hipótese de que o desconforto com relação à linguagem politicamente correta é resultado de uma incompreensão do sentido democrático da liberdade de expressão. Partindo de alguns lugarescomuns, buscamos mostrar que até agora prevalece a polêmica e não a discussão sobre o assunto, pois os atores que se sentem atingidos pela linguagem preconceituosa não podem frequentar a esfera pública de debate e, se nela conseguem adentrar, não a ocupam sob as mesmas condições dos que lá já estavam. Há assim uma topologia da exclusão que precisa ser considerada e, mais que isso, transformada, para que se estabeleça um verdadeiro debate sobre essa questão.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Silvana de Souza Ramos, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Filosofia
    é professora do Departamento de Filosofia da FFLCH-USP.

Downloads

Publicado

2017-12-09

Edição

Seção

Dossiê politicamente correto

Como Citar

RAMOS, Silvana de Souza. O politicamente correto e a topologia da exclusão. Revista USP, São Paulo, Brasil, n. 115, p. 41–50, 2017. DOI: 10.11606/issn.2316-9036.v0i115p41-50. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/144202.. Acesso em: 20 jun. 2024.