A inserção e a distribuição dos Terapeutas Ocupacionais no Sistema Único de Saúde do Estado de Minas Gerais entre os anos de 2005 e 2015

Autores

  • Bruno Souza Bechara Maxta Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Educacao Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Departamento de Terapia Ocupacional (EEFFTO-UFMG)
  • Alessandro Rodrigo Pedroso Tomasi Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Educacao Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Departamento de Terapia Ocupacional (EEFFTO-UFMG)
  • Melina Alves de Camargos Faculdade de Medicina FMUSP, Universidade de Sao Paulo, Sao Paulo, SP, BR

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v28i2p147-155

Palavras-chave:

Sistema único de saúde, Terapia ocupacional, Área de atuação profissional, Brasil/etnologia.

Resumo

Introdução: Estudos sobre os terapeutas ocupacionais no Sistema Único de Saúde (SUS) não abordam a inserção e a distribuição do profissional como importantes conhecimentos para a educação e planejamento assistencial. Objetivo: Identificar a inserção e a distribuição dos terapeutas ocupacionais atuantes no SUS do estado de Minas Gerais entre os anos de 2005 e 2015. Procedimentos Metodológicos: Pesquisa documental de caráter descritivo com documentos do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. Ferramentas da estatística descritiva foram utilizadas para a análise dos dados das variáveis, a saber: profissionais atuantes, macrorregiões de saúde, população e ano. Resultados: O número de terapeutas ocupacionais atuantes no SUS apresentou variação de crescimento e descentralização municipal em todas as macrorregiões de saúde. Conclusões: A inserção e da distribuição profissional nos equipamentos de saúde são informações necessárias para identificação da presença e planejamento da participação e formação do profissional no SUS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Souza Bechara Maxta, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Educacao Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Departamento de Terapia Ocupacional (EEFFTO-UFMG)

Graduação em Terapia Ocupacional pela Universidade Federal de São Carlos (2004). Mestrado em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública/Fundação Oswaldo Cruz (2007). Residência em Saúde da Família e Comunidade pela Universidade Federal de São Carlos (2009). Experiência nos campos da saúde coletiva e do trabalho autogestionário. Estudos sobre o marxismo e teoria crítica no campo da saúde. Docente do Curso de Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). http://lattes.cnpq.br/8474286002551666

Alessandro Rodrigo Pedroso Tomasi, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Educacao Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Departamento de Terapia Ocupacional (EEFFTO-UFMG)

Departamento de Terapia Ocupacional, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Melina Alves de Camargos, Faculdade de Medicina FMUSP, Universidade de Sao Paulo, Sao Paulo, SP, BR

Programa de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva e Atenção Primária Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP, São Paulo, SP, Brasil.

Publicado

2017-10-25

Como Citar

Bechara Maxta, B. S., Tomasi, A. R. P., & Camargos, M. A. de. (2017). A inserção e a distribuição dos Terapeutas Ocupacionais no Sistema Único de Saúde do Estado de Minas Gerais entre os anos de 2005 e 2015. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 28(2), 147-155. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v28i2p147-155

Edição

Seção

Artigo Original