Terapia Ocupacional e formação continuada de professores: uma estratégia para a inclusão escolar de alunos com transtornos do neurodesenvolvimento

Autores

  • Débora Ribeiro da Silva Campos Folha Universidade do Estado do Pará, Departamento de Terapia Ocupacional
  • Daniella Amorim de Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v28i3p290-298

Palavras-chave:

Educação continuada, Educação infantil, Inclusão educacional, Capacitação de professores, Terapia ocupacional, Transtornos do neurodesenvolvimento.

Resumo

A perspectiva inclusiva tem exigido que os professores estejam aptos a trabalhar com crianças com Transtornos do Neurodesenvolvimento, visando a efetiva inclusão das mesmas. Esta pesquisa objetivou analisar repercussões de uma proposta de formação continuada para professores da educação infantil, mediada por terapeuta ocupacional, visando a inclusão escolar de alunos com transtornos do neurodesenvolvimento. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, da qual participaram 13 professoras e auxiliares de um Centro de Referência em Educação Infantil, em Belém (PA). Os resultados fizeram emergir as seguintes unidades de significação: 1) Transtornos do neurodesenvolvimento na escola: desconhecimento gerando insegurança; 2) O imaginário de professores sobre a educação inclusiva; 3) Família e escola: parceria fundamental na educação e desenvolvimento infantil; 4) Formação continuada como estratégia para inclusão escolar: possibilidades da terapia ocupacional. Estes resultados contribuem para fortalecer as práticas de formação inicial de professores da educação básica e sinalizam a necessidade de investimentos na formação continuada, da mesma forma que evidenciam que o terapeuta ocupacional pode ser um potencial colaborador neste processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora Ribeiro da Silva Campos Folha, Universidade do Estado do Pará, Departamento de Terapia Ocupacional

Terapeuta Ocupacional pela Universidade do Estado do Pará.

Especialista em Docência da Educação Superior pela Universidade do Estado do Pará.

Mestre em Educação pela Universidade Federal do Pará. Professora Assistente I do Curso de Terapia Ocupacional da Universidade do Estado do Pará (UEPA).

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Daniella Amorim de Carvalho

Terapeuta Ocupacional, Especialista em Saúde da Família

Publicado

2018-02-26

Como Citar

Folha, D. R. da S. C., & Carvalho, D. A. de. (2018). Terapia Ocupacional e formação continuada de professores: uma estratégia para a inclusão escolar de alunos com transtornos do neurodesenvolvimento. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 28(3), 290-298. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v28i3p290-298

Edição

Seção

Artigo Original