Avaliação do paciente em hemodiálise por meio da medida canadense de desempenho ocupacional

Autores

  • Crislaine Andolfato Universidade Federal do Paraná
  • Milton Carlos Mariotti Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v20i1p1-7

Palavras-chave:

Terapia ocupacional, Diálise renal, Insuficiência renal crônica, Avaliação em saúde

Resumo

O portador de insuficiência renal crônica (IRC) em hemodiálise sofre diversas alterações em sua rotina diária, havendo a necessidade do desenvolvimento de estratégias capazes de auxiliá-lo durante este processo. OBJETIVO: o objetivo foi avaliar a mudança ocorrida na autopercepção do portador de IRC em hemodiálise sobre seu desempenho ocupacional, após a intervenção da Terapia Ocupacional. MÉTODO: participaram do estudo 21 portadores de IRC em hemodiálise, atendidos na Clínica de Doenças Renais, localizada em Curitiba, PR. Os sujeitos foram avaliados por meio da Medida Canadense de Desempenho Ocupacional - COPM e reavaliados após período de intervenção da Terapia Ocupacional, a qual foi baseada no Modelo Canadense de Desempenho Ocupacional. RESULTADOS: os maiores problemas de desempenho ocupacional apresentados pelos sujeitos foram controlar a dieta líquida e sólida, participar de atividades sociais e freqüentar cursos. O percentual de sujeitos que apresentou variação de 2 ou mais pontos nos escores de satisfação e desempenho foi de 52,4% e 47,6%, respectivamente. A COPM foi capaz de mensurar os problemas existentes no desempenho ocupacional do portador de IRC em hemodiálise e principalmente, as mudanças ocorridas após a intervenção da Terapia Ocupacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-04-01

Como Citar

Andolfato, C., & Mariotti, M. C. (2009). Avaliação do paciente em hemodiálise por meio da medida canadense de desempenho ocupacional . Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 20(1), 1-7. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v20i1p1-7

Edição

Seção

Artigo Original